Hoje na história

25.Jan.1554

Jesuítas fundam São Paulo

São Paulo, uma das mais conhecidas metrópoles do mundo, está de aniversário neste dia 25 de janeiro. Fundada em 1554, a principal cidade do país, alvo de amor e ódio de seus habitantes, ganhou uma homenagem do cantor e compositor Caetano Veloso, com a música Sampa, que, entre outros versos, a descreve assim: "E foste um difícil começo/Afasto o que não conheço/E quem vende outro sonho feliz de cidade/Aprende depressa a chamar-te de realidade/Porque és o avesso do avesso do avesso do avesso".

 

Em constante transformação desde sua fundação, muita coisa mudou desde que São Paulo era apenas um pequeno amontoado de casas feitas de taipa de pilão, de onde partiam os bandeirantes rumo a Minas Gerais, em busca do ouro, e onde os jesuítas encontraram um clima semelhante ao europeu e ali construíram o Real Collegio, dos padres Manuel da Nóbrega e José de Anchieta, entre os rios Anhangabaú e Tamanduateí. Esse colégio, que funcionava em um barracão rústico, tinha por finalidade catequizar os povos indígenas que viviam na região. O edifício ainda existe e é conhecido pelo de nome de Pátio do Colégio.

 

O povoamento da região foi iniciado no ano de 1560, quando Mem de Sá, governador geral da colônia, enviou a população da vila de Santo André da Borda de Campo para os arredores do colégio, denominado "Colégio de São Paulo de Piratininga" - o nome foi escolhido porque no dia 25 de janeiro a Igreja Católica comemora a conversão do apóstolo Paulo de Tarso. Dessa forma, a vila de Santo André da Borda do Campo acabou extinta e São Paulo foi elevada à categoria de vila. A partir daí, São Paulo demorou para se desenvolver. Até 1876 a população era de apenas 30 mil habitantes. Com a expansão da economia, mais exatamente o café, em menos de 20 anos este número pulou para 130 mil.

 

No final do século IXX e início do XX, foi inaugurado o Viaduto do Chá (1892) e aberta a Avenida Paulista (1901). Outras grandes obras da nova fase da cidade foram a Estação da Luz e o Theatro Municipal. A medida que a cidade se industrializava também chegavam mais e mais pessoas de diversos lugares do Brasil e de vários países da Europa e do Japão. Entre 1870 e 1939, 2,4 milhões de imigrantes entraram no estado de São Paulo, segundo dados do Memorial do Imigrante. O crescimento acelarado resultou hoje em uma cidade com 10,4 milhões de habitantes, uma das mais populosas do mundo. A intensa urbanização também mudou o clima fresco de São Paulo, que hoje está mais quente por conta do concreto e dos automóveis. Com as mudanças, até a famosa garoa está sumindo e, em seu lugar, vieram as chuvas intensas e rápidas que provocam enchentes em vários pontos da cidade. Apesar dos inúmeros problemas, São Paulo segue sendo a principal cidade do país e continua atraindo moradores de outros estados brasileiros.

 

Na cidade ocorrem 75% dos eventos do Brasil, está um quarto da frota de carros e também é onde são produzidos 1/3 do PIB (Produto Interno Bruto) do país.

 

 

Imagem: Júlio Boaro (Flickr) [CC BY 2.0], via Wikimedia Commons