Todos os horários
17.Feb.1972

Fusca ultrapassa o Ford T como o carro mais vendido do mundo

Em 17 de fevereiro de 1972, o 15.007.034º Fusca da Volkswagen sai da linha de montagem, quebrando um recorde na produção mundial de carros detida por mais de quatro décadas pelo icônico Modelo T da Ford Motor Company, que foi produzido de 1908 a 1927.

A história do Fusca remonta aos anos 30, na Alemanha. Em 1933, Adolf Hitler se tornou chanceler da Alemanha e anunciou que queria construir novas estradas e carros a preços acessíveis para a população alemã. Na época, o engenheiro austríaco Ferdinand Porsche (1875-1951) já estava trabalhando na criação de um carro pequeno para as massas. Hitler e Porsche se reuniram posteriormente e o engenheiro ficou encarregado de projetar um Volkswagen barato e de produção em massa, ou o “carro do povo”.

O plano de Hitler era que as pessoas pudessem comprar os carros ao fazer depósitos regulares em um programa de selos. Em 1938, o trabalho começou na fábrica da Volkswagen, localizada na atual cidade de Wolfsburg, na Alemanha. No entanto, a produção em grande escala do automóvel só começou após a Segunda Guerra Mundial.

Apelido de Beetle

Nos anos 50, a Volkswagen chegou aos EUA, onde a recepção inicial foi morna, em parte devido à ligação histórica do veículo ao nazismo, e também por causa de seu tamanho compacto e seu incomum formato arredondado (o que lhe valeu o apelido de “Beetle” – besouro, em inglês). Em 1959, a agência de publicidade Doyle Dane Bernbach lançou uma campanha inovadora que promoveu o tamanho diminuto do carro como uma vantagem para os consumidores, e, nos anos seguintes, o Fusca se tornou o carro importado mais vendido nos EUA.

Em 1998, a Volkswagen começou a vender o altamente elogiado “New Beetle”, enquanto ainda produzia seu modelo anterior. Depois de mais de 60 anos e 21 milhões de veículos produzidos, o último Fusca original saiu de linha em Puebla, no México, em 30 de julho de 2003.

Modelo T

O primeiro carro mais vendido da história, o Modelo T de Henry Ford, começou a ser produzido em uma fábrica de Detroit, em Michigan. Conhecido como o carro que “colocou o mundo sobre rodas”, o Modelo T revolucionou a indústria automotora – e a sociedade americana no geral – ao oferecer transporte acessível e confiável para um cidadão comum. Em 1913, a Ford Motor Company começou a utilizar a linha de montagem móvel na sua fábrica em Highland Park, Michigan, que reduziu a velocidade de montagem de um chassi de 12 horas e 8 minutos para 1 hora e 33 minutos. 

No ano seguinte, a Ford produziu 308.162 veículos, um número maior que o de todas as outras montadoras juntas. Em 1924, o 10.000.000º Modelo T saiu da linha de montagem. Quando sua produção finalmente terminou, depois de 19 anos, em maio de 1927, mais de 15 milhões de Modelos T tinham sido fabricados.

 

Imagem: DutchScenery/Shutterstock.com