Todos os horários

Hoje na história

29.Jun.1975

Faleceu Dionisio Ridruejo

Dionisio Ridruejo foi um poeta e intelectual espanhol, um dos mais genuinos da poesia latino americana. Nasceu em 12 de Outubro de 1912 e faleceu em 29 de Junho de 1975. Sua lírica é testemunhal e intimista, de corte clássico e seus motivos movem-se em torno do tema amoroso, a natureza, os sentimentos religiosos e patrióticos ou à arte e à literatura. Discípulo do poeta espanhol Antonio Machado, em seu primeiro livro, "Plural" (1935), nota-se sua influência. Seguiram depois umas fases militantes e de circunstâncias, como são "Primeiro Livro de Amor" (1936) e "Poesia em Armas" (1939), e depois chegou o resto de sua obra presidida pelo intimismo e as lembranças: "Sonetos à Pedra" (1943), "Na Solidão do Tempo" (1947), "Elegias" (1948), "Até a Data" (1961), "Caderno Catalão" (1965) e "Quase em Prosa" (1971).

 


Imagem: Shutterstock.com