Hoje na história

28.nov.1911

É assinado o Plano de Aiala

O Plano de Aiala foi assinado no dia 28 de novembro de 1911, e foi uma proclamação política promulgada pelo chefe revolucionário mexicano Emiliano Zapata, dentro da Revolução Mexicana, na qual se desentendeu com o governo do presidente Francisco Madero, a quem acusou de trair as causas camponesas. Naquele plano, os zapatistas chamavam às armas para restituir as terras aos trabalhadores do campo, pois se sustentava que as terras haviam sido arrebatadas do povo por caciques, latifundiários e proprietários rurais, e deveriam ser devolvidas a seus donos originários. No plano ficou estabelecido o seguinte: 1. Foi renegado como Chefe da Revolução Francisco I. Madero e como Presidente da República, procurando a derrubada deste funcionário. 2. Reconhecia-se como Chefe da Revolução libertadora o General Pascual Orozco, vice do caudilho Dn. Francisco I. Madero, e no caso de não aceitar este delicado posto, se reconheceria como Chefe da Revolução o General Emiliano Zapata e 3. Fazia-se contar, que os terrenos, montes, e águas que haviam sido usurpado pelos latifundiários científicos ou caciques à sombra da tirania e da justiça penal passariam à posse de imediato dos povos ou cidadãos que tiveram seus títulos correspondentes a essas propriedades, das quais haviam sido despojados.

 


Imagem: By Unknown photographer [Public domain], via Wikimedia Commons