Todos os horários

Hoje na história

25.Aug.2016

Descoberta galáxia com 99,99% de matéria escura

Usando os telescópios mais poderosos do mundo, uma equipe internacional de astrônomos descobriu uma galáxia maciça que consiste quase inteiramente em matéria escura - 99,99%. Por meio do Observatório W. Keck e do telescópio Gemini North - ambos em Maunakea, no Havaí - a equipe encontrou uma galáxia cuja massa é quase inteiramente matéria escura. Os resultados foram publicado na edição do The Astrophysical Journal Letters de 25 de agosto de 2016.

 

A galáxia chamada Dragonfly 44 (ou Libélula 44) já havia sido observada por astrônomos há décadas, mas havia passado despercebida por ser muito fraca - já que quase não possui estrelas. Foi descoberta para valer apenas no ano passado, quando o Dragonfly Telephoto Array observou uma região do céu no Aglomerado de Coma. Após um exame mais minucioso, a equipe percebeu que a galáxia tinha muito mais do que os olhos poderiam perceber: só 0,01% de estrelas. Toda o restante é matéria escura, o que faz dela uma verdadeira “galáxia fantasma”.

 

A Dragonfly está a 320 milhões de anos-luz da Terra, e, quando falamos em Universo, essa galáxia pode ser considerada nossa vizinha. Sobre a matéria escura, ela é ainda um completo mistério para os astrônomos. Sabe-se que ela representa em torno de 27% de toda a massa e de toda a energia no Universo observável. Embora a sua força gravitacional seja detectável, ela não emite nenhuma luz ou radiação que possa ser observada. No entanto, a matéria escura é essencial para a estabilidade universal.

 


 

Fonte: Keck Observatory

Imagem: PIETER VAN DOKKUM, ROBERTO ABRAHAM, GEMINI, SLOAN DIGITAL SKY SURVEY