Todos os horários
07.Sep.2016

Começam os jogos Paralímpicos no Rio de Janeiro

No dia 7 de setembro de 2016 uma grande festa com o lema “Todo mundo tem um coração” abriu os Jogos Paralímpicos no Rio de Janeiro, no Maracanã. A apresentação teve pontos altos como uma megarrampa com mortal de um cadeirante, a musa paralímpica dançando com um robô e um quebra-cabeças formando um coração pulsante. A abertura dos Jogos Paralímpicos teve assinatura dos diretores criativos Marcelo Rubens Paiva, Fred Gelli e Vik Muniz. Na hora dos mascotes, Vinícius, dos Jogos Olímpicos, apareceu com o vestido usado por Gisele Bündchen na cerimônia de abertura Olímpica e passou o protagonismo para Tom, mascote Paralímpico.

 

Cada uma das 159 delegações que participam dos Jogos entrou no estádio com o nome de seu país escrito em uma peça de um enorme quebra-cabeças, com fotos de atletas Paralímpicos - obra original montada ao vivo pelo artista plástico Vik Muniz. A delegação brasileira foi a última a entrar, ao som de “O Homem Falou”, de Gonzaguinha. Coube ao próprio Vik Muniz encaixar a última peça no enorme tabuleiro e completar a imagem de um coração pulsante para simbolizar o tema “Todo mundo tem um coração”.

 

Clodoaldo Silva, o 'Tubarão Paralímpico' da natação, com 13 medalhas no currículo, entrou com a tocha na mão e, diante dele, encontrou uma escada, aparentemente intransponível, transformar-se numa rampa que o conduziu até a pira Paralímpica. Estavam abertos oficialmente os Jogos Paralímpicos no Rio de Janeiro com a disputa de 20 modalidades esportivas. Esta edição teve a inclusão da canoagem e do paratriatlo no programa esportivo. Os jogos se encerraram no dia 18 de setembro e, pela primeira vez, um evento desse tipo foi relizado na América do Sul, na América Latina e em um país lusófono.

 


Fonte: Rio2016.com

Imagem: A.RICARDO / Shutterstock.com