Hoje na história

14.Aug.1994

Capturado um dos homens mais procurados do mundo, Carlos, o Chacal

Um dos homens mais procurados do mundo era preso em um dia como hoje, no ano de 1994. Autor de vários ataques, o revolucionário e terrorista conhecido como Carlos, o Chacal, era capturado no em Cartum, capital do Sudão, durante uma operação nos testículos. Ele foi adormecido com anestesia geral, levado ao aeroporto e levado em um jato do governo francês para uma prisão de alta segurança nos arredores de Paris.
 
Nascido no dia 12 de outubro de 1949, em Caracas, na Venezuela, Ilich Ramírez Sánchez se autodenomina revolucionário de esquerda e mercenário. Seu apelido é por conta de uma cópia da novela de Frederick Forsyth " O Dia do Chacal" que foi encontrada no seu quarto de hotel depois do assassinato de dois policiais.
 
Os seus crimes mais famosos ocorreram nos anos 70. Um dos seus atos mais conhecidos aconteceu em 1975, quando ele sequestrou 11 ministros de países-membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) que estavam reunidos em Viena, Áustria. Três pessoas morreram. Nos anos 70 e 80 era o homem mais procurado do mundo pelos serviços secretos. Dois anos antes, ele havia ingressado na Frente Popular para a Libertação da Palestina (FPLP) e assassinou com um tiro na cabeça, em Londres, o empresário Joseph Shieff, presidente da Marks & Spencer e vice-presidente da Federação Sionista do Reino Unido e Irlanda. Também cometeu vários ataques na França, um dos quais o alvo era o então presidente Jacques Chirac.
 
No final dos anos 90 ele se retirou da atividade de terrorista e passou a procurar um país para viver, no caso o Sudão. Foi condenado duas vezes à prisão perpétua e hoje cumpre sua pena em Paris.