Hoje na história

26.out.1917

Brasil declara guerra à Alemanha

No dia 26 de outubro de 1917, o presidente brasileiro Venceslau Brás declarou guerra aos países liderados pelo bloco da Alemanha durante a Primeira Guerra Mundial (1914-1918). No dia 5 de abril daquele ano, o vapor brasileiro "Paraná", que navegava de acordo com as exigências feitas aos países neutros, foi torpedeado supostamente por um submarino alemão. Poucos dias depois, em 11 de abril, o Brasil rompeu relações diplomáticas com os países do bloco da Alemanha. Em 20 de maio, o navio "Tijuca" foi torpedeado perto da costa francesa. Nos meses seguintes, o governo brasileiro confiscou 42 navios alemães, austro-húngaros e turco-otomanos que estavam em portos brasileiros, como uma indenização de guerra. No dia 23 de outubro de 1917, o cargueiro nacional "Macau", um dos navios tomados pelo governo brasileiro, foi torpedeado por um submarino alemão, perto da costa da Espanha, e seu comandante feito prisioneiro. Diante da pressão popular, o Brasil declarou guerra aos Poderes Centrais. Por várias razões, entre elas falta de estrutura militar e também oposição política, a participação do Brasil no conflito foi muito pequena. Ela pode ser resumida ao envio ao front ocidental em 1918 de um grupo de aviadores do Exército e da Marinha, integrados à Força Aérea Real Britânica, e de um corpo médico-militar, composto por oficiais e sargentos do exército que foram integrados ao exército francês. A Marinha também enviou uma divisão naval com a incumbência de patrulhar a costa noroeste da África, a partir de Dacar, e o Mediterrâneo, desde o estreito de Gibraltar, evitando a ação de submarinos inimigos.

 


Imagem: See page for author [Public domain], via Wikimedia Commons