Todos os horários

Hoje na história

30.Jun.1860

Acontece o debate mais importante sobre a Teoria da Evolução

O mais importante debate sobre a Teoria da Evolução aconteceu em 30 de junho de 1860, na Universidade de Oxford, na Inglaterra, entre o biólogo britânico T. H. Huxley e o seu principal opositor, o bispo Samuel Wilberforce. A teoria havia sido apresentada no ano anterior por Charles Darwin no livro A Origem das Espécies. 

Na obra, Darwin apresenta evidências abundantes da evolução das espécies, mostrando que a diversidade biológica é o resultado de um processo de seleção natural. O livro iniciou uma controvérsia pública. O corpo científico da Igreja da Inglaterra foi uma das entidades que reagiu contra a obra. Huxley defendia tão avidamente a evolução que ficou conhecido como "O Buldogue de Darwin".

Logo, a Associação Britânica para o Avanço da Ciência promoveu um debate, tendo como tema "Darwinismo e Sociedade". O evento precisou ser movido de lugar na última hora para uma sala maior da Universidade de Oxford, graças a um público estimado entre 700 e mil pessoas. Apesar de não haver relatos precisos, testemunhas do evento dizem que Huxley se saiu vitorioso.  

No momento mais conhecido da discussão, o bispo Samuel Wilberforce, que atacava as ideias de Darwin, teria perguntado a Huxley “se foi através da sua avó ou do seu avô que ele alegava a descendência de um macaco". A resposta de Huxley foi direta e aclamada pelo público: "Se a questão é se eu preferiria ter um macaco miserável como avô, digo que preferiria ser descendente de um macaco que de um homem educado que usava sua cultura e eloquência a serviço do preconceito e da mentira". Logo se espalhou pelo país o boato de que Huxley teria dito que preferia ser um macaco a um bispo.

Não foi apenas um debate científico, mas também um confronto entre Ciência e Religião. Anos após o debate, Darwin chamou Huxley de "o rei dos homens". Huxley foi o mais fiel defensor de Darwin até após a morte de seu mentor, em 1882, quando liderou com sucesso uma campanha para que a Inglaterra prestasse a Darwin o maior reconhecimento que um inglês pode receber: o direito de ser enterrado na Abadia de Westminster. 


 Imagem: Shutterstock.com