agosto 2017

ago 29

Criado o Dia Internacional do Gamer

Os fãs de videogames têm uma razão especial para jogar o seu game favorito neste dia. Em 29 de agosto de 2008, um grupo de revistas espanholas especializadas em games criou o Dia Internacional do Gamer para parabenizar todos os aficionados por jogos (que não são poucos, diga-se de passagem).

A data é dirigida a todos os amantes de jogos: não importa se você é um piloto de corridas, um lutador, um soldado, jogador de futebol ou defende sua missão contra os piores inimigos. Também pouco importa o seu console, pode ser de um PlayStation aos jogos em redes sociais: a data é bastante democrática.

 

Imagem: Shutterstock.com

29.Ago.2008
Ler mais
leer menos

Música La Bamba atinge top das paradas quase 30 anos após morte de Ritchie Valens

Em 29 de agosto de 1987, quase 30 anos após a queda do avião que vitimou Ritchie Valens, sua música “La Bamba” atingiu o topo das paradas de sucesso e se tornou o hit #1 com interpretação da banda Los Lobos, originária da cidade natal de Valens, Los Angeles, na Califórnia. Valens, de apenas 17 anos, foi a mais jovem vítima do acidente aéreo que também matou Buddy Holly e JP "The Big Bopper" Richardson, em 3 de fevereiro de 1959, uma data que ficou conhecida como “o dia em que a música morreu".  

As três promissoras estrelas do rock podem ter partido desta para uma melhor, mas a força de sua música permaneceu forte entre os seus fãs. Richard Stevens Valenzuela adaptou "La Bamba", uma canção popular tradicional de Veracruz, no México, para o rock and roll. Sua música ficou na 22a. posição na parada pop da Billboard em janeiro de 1959. La Bamba tornou-se o maior sucesso de rock-and-roll em língua espanhola na história, embora o jovem que gravou o hit não falasse espanhol.

Este fato interessante sobre a vida de Valens só se tornou conhecido do grande público por conta do enorme sucesso do filme La Bamba, de Hollywood, que deu um novo impulso à obra do falecido músico e levou La Bamba ao posto #1 em 29 de agosto de 1987. A banda de rock alternativo de Los Angeles Los Lobos foi uma escolha natural para gravar a trilha sonora do filme La Bamba.

 

 

Música: La Bamba
Composição: Canção folclórica mexicana adaptada por 
Ritchie Valens
Álbum: Ritchie Valens

 

Para bailar La Bamba

Para bailar La Bamba

Se necessita una poca de gracia

Una poca de gracia

Para mi, para ti, ay arriba, ay arriba

Ay, arriba arriba

Por ti sere, por ti sere, por ti sere

 

Yo no soy marinero

Yo no soy marinero, soy capitan

Soy capitan, soy capitan

Bamba, bamba

Bamba, bamba

Bamba, bamba

 

Para bailar La Bamba

Para bailar La Bamba

Se necessita una poca de gracia

Una poca de gracia

Para mi, para ti, ay arriba, ay arriba

 

Para bailar La Bamba

Para bailar La Bamba

Se necessita una poca de gracia

Una poca de gracia

Para mi, para ti, ay arriba, ay arriba

Ay, arriba arriba

Por ti sere, por ti sere, por ti sere

 

Bamba, bamba

Bamba, bamba

Bamba, bamba

 

 

Imagem: via Wikimedia Commons

29.Ago.1987
Ler mais
leer menos

Último imperador inca é executado pelas forças espanholas

Atahualpa, o 13º e último imperador inca, morreu em um dia como esse, por estrangulamento, no ano de 1533, pelas mãos dos conquistadores espanhóis liderados por Francisco Pizarro. A execução de Atahualpa foi um marco para o fim de 300 anos de civilização Inca.
 
No alto das montanhas dos Andes do Peru, os incas construíram um império que contava com uma população de 12 milhões de pessoas. Embora eles não tivessem um sistema de escrita, eles possuíam um governo elaborado, grandes obras públicas e um sistema agrícola brilhante. Cinco anos antes da chegada dos espanhóis, uma devastadora guerra da sucessão abalou o império. Em 1532, o exército de Atahualpa derrotou as forças de seu meio-irmão Huascar em uma batalha perto de Cusco. Atahualpa estava consolidando seu domínio quando Pizarro e seus 180 soldados apareceram.
 
No dia 15 de novembro de 1532, Pizarro havia chegado à cidade inca de Cajamarca, onde Atahualpa desfrutava das fontes termais, em preparação para a sua marcha em Cusco, a capital do reino de seu irmão. Pizarro convidou Atahualpa para participar de um banquete em sua honra, e o imperador aceitou. Atahualpa havia acabado de ganhar uma das maiores batalhas da história Inca e, com um exército de 30 mil homens à disposição, ele achava que não tinha nada a temer de um desconhecido branco de barba com apenas 180 homens. Pizarro, no entanto, planejava uma emboscada.
 
No dia seguinte, Atahualpa chegou ao ponto de encontro, escoltado por milhares de homens, todos aparentemente desarmados. Pizarro enviou um sacerdote para forçar o imperador a aceitar a soberania do cristianismo e do imperador Carlos V. Atahualpa se recusou, lançando uma Bíblia entregue a ele no chão. Pizarro, imediatamente, ordenou um ataque. Com armas de fogo e cavalaria - coisas até então desconhecidas dos incas - milhares foram abatidos, e o imperador foi capturado.
 
Atahualpa ofereceu uma sala cheia de tesouros pela sua libertação, e Pizarro aceitou. Foram trazidos cerca de 24 toneladas de ouro e prata para o espanhol de todo o império Inca. Embora Atahualpa tivesse pago o resgate mais caro da história, Pizarro o traiu e o acusou de conspiração contra um espanhol, pelo assassinato do seu meio-irmão Huascar e por várias outras acusações menores. Um tribunal espanhol condenou Atahualpa a morte. Em 29 de agosto de 1533, o imperador foi amarrado a uma estaca e tinha duas opções: ser queimado vivo ou estrangulado por garrote se convertido ao cristianismo. Na esperança de preservar o seu corpo para mumificação, Atahualpa escolheu a segunda opção, e um colar de ferro foi apertado em seu pescoço até sua morte.
 

Imagem: Shutterstock.com

29.Ago.1533
Ler mais
leer menos