Todos os horários

Os três segredos proféticos revelados por Nossa Senhora de Fátima

Visões infernais, guerras e sangue, muito sangue. 

Vídeo relacionado:

Faz cem anos que três meninos pastores, de acordo com seus próprios relatos, tiveram um encontro milagroso com a Virgem Maria. O fato ocorreu em Fátima, uma cidade de Portugal, e, desde, então, é conhecido como a “aparição profética da Virgem de Fátima". Ela revelou às crianças, que atualmente são beatos da Igreja Católica, três segredos. Todos eles estão documentados em um texto do Vaticano.

O primeiro segredo foi revelado pela Igreja em 1941. As crianças contaram que era uma descrição aterrorizante do inferno, com “um grande mar de fogo que parecia estar debaixo da terra”, onde habitavam demônios e almas humanas. “Os demônios se distinguiam por suas formas horríveis e repugnantes de animais assustadores e desconhecidos, mas transparentes e negros”, afirma o texto.

O segundo segredo, também revelado pela igreja em 1941, foi interpretado como a profecia do fim da Primeira Guerra e o começo da Segunda Guerra Mundial, o que aconteceria durante o reinado do Papa Pio XI. “A guerra vai acabar, mas se não pararem de ofender Deus, no reinado do Papa Pio XI, começará outra pior”, revelou a Virgem, de acordo com o texto. “Deus vai castigar o mundo por seus crimes por meio da guerra, da fome e das perseguições à Igreja e ao Papa”, conclui.

O terceiro segredo foi revelado pelo Papa João Paulo II em 2000. Nele, está a descrição de um anjo “com uma espada de fogo na mão esquerda”, que pede penitência em voz alta. O texto também menciona o Papa e vários sacerdotes subindo uma montanha onde, finalmente, são mortos por balas. “Sob os dois braços da cruz, estavam dois anjos. Cada um como uma jarra de vidro nas mãos, coletando o sangue dos mártires”, afirma o escrito do Vaticano.


Fonte: BBC

Imagem: Shutterstock

As três profecias secretas da Virgem de Fátima

Duas delas falam sobre destruição - uma da alma e outra da própria igreja. 

Vídeo relacionado:
Em maio de 1917, três pastorinhos da cidade de Fátima, em Portugal, afirmaram ter sido testemunhas da aparição da Virgem Maria, que teria revelado a eles três segredos sobre o futuro da humanidade.

Duas das crianças morreram pouco tempo depois das aparições. Lúcia, a mais velha das três, tornou-se freira e foi a responsável por revelar os dois primeiros mistérios em 1941.

A primeira visão que a Virgem de Fátima teria compartilhado com os pastorinhos é um retrato aterrorizante do inferno, com corpos queimando e animais monstruosos se arrastando por entre as chamas. Os teólogos costumam interpretar essa visão com um alerta para os homens sobre os perigos de se afastar de Deus.

O segundo mistério faz referência à necessidade de se dedicar à Igreja e à oração com o objetivo de trazer, por fim, a paz ao mundo.

A terceira profecia, revelada por Lúcia ao Papa João Paulo II, no ano de 2000, inclui visões de autoridades da Igreja cruzando uma cidade destruída e de um Papa sendo assassinado. Enquanto alguns acreditam que a imagem se refere ao atentado sofrido por João Paulo II em 1981, outros afirmam que tem a ver com a crise vivida pela Igreja Católica, consequência de inúmeras denúncias de abuso sexual infantil enfrentadas pela instituição.


Fonte: Infobae
Imagens: Wikipedia Commons

 

Pesquisadores tentam entender o mistério da cobra virgem que conseguiu originar vários filhotes

Os milagres não são exclusivos da espécie humana: também entre os animais podem ocorrer situações inexplicáveis, cujas causas estão fora do alcance da ciência. Sendo assim, não houve uma Virgem Maria, mas Thelma, uma cobra de 6 metros de comprimento do zoológico de Louisville, nos EUA.

Thelma pôs 61 ovos que deram origem a seis crias saudáveis – algo totalmente dentro do normal, salvo um pequeno detalhe: ela vivia há quatro anos no zoológico e ainda não tinha conhecido nenhum macho de sua espécie. De fato, estudos científicos revelaram que a cobra era virgem e que sua reprodução não teve a participação de um macho. Esta ocorreu após seus óvulos se fundirem com uma substância gerada pela divisão de suas células, o chamado glóbulo polar, que desempenhou o papel de um espermatozoide, fazendo que o óvulo se desenvolvesse em um embrião. Cada um de seus filhotes continha duas cópias da metade de seus cromossomos, ou seja, eram metade clones de sua mãe.

Embora ainda não se conheçam as causas naturais de um fenômeno tão estranho, os cientistas estão descobrindo que nascimentos de mães virgens podem ocorrer em muitas espécies: anfíbios, répteis, peixes cartilaginosos e ósseos e aves. E entre humanos, será mesmo possível?

Fonte e imagens: BBC e SpanishPeople

Aparições da Virgem Maria: conheça alguns casos pelo mundo

Sem dúvida, de todas as figuras bíblicas, a Virgem Maria é a que mais apresenta relatos de aparições pelo mundo. Muitas delas são, supostamente, testemunhadas por várias pessoas, porém poucas da chamadas “aparições marianas” são reconhecidas pela Igreja Católica.

No México

Dentre as várias aparições, uma das que mais chamam a atenção é a de Nossa Senhora de Guadalupe, no México, no ano de 1531. Ela foi vista por um indígena, Juan Diego, na Cidade do México, e o fato teve imensa repercussão e até influenciou no processo de colonização e catolização dos índios. Atualmente, a Basília do México recebe um milhão de pessoas para a festa anual da padroeira do México, comemorada no dia 12 de dezembro.

Na França

Uma outra aparição famosa de Virgem Maria, e que é reconhecida pela igreja católica, aconteceu na cidade de Lourdes, na França, em 1858. A virgem foi vista por Marie-Bernard Soubirous, que mais tarde foi canonizada pela Igreja Católica. De início, poucos acreditaram na garota que dizia ter visto a Virgem Maria. Contudo, em uma destas visões, a Virgem teria dito a Marie-Bernard onde haveria uma fonte de água. A garota começou a tirar a lama do chão e, dali, nasceu uma fonte que jorra água até os dias de hoje.

No Brasil

No Brasil, a Igreja reconhece aparições ocorridas na década de 30, em Campinas, para a irmã Amália Aguirre. Nas visões, a Virgem teria passado muitas mensagens de sacrífico e penitência. Nossa Senhora apresentou-se como Nossa Senhora das Lágrimas e ensinou-lhe o Terço das Lágrimas e uma nova medalha, a Medalha das suas Lágrima. Irmã Amália passou a divulgar a medalha pelo mundo, contudo, mais tarde, ela foi proibida pelo Vaticano. Somente 70 anos depois, a medalha voltou a ser divulgada.

Na Espanha

Contudo, uma das aparições mais intrigantes e inclusive documentada com fotos e vídeos foram as ocorridas entre os anos de 1961 e 1964 na pequena comunidade de Garabandal, na Espanha. A Virgem Maria foi vista por quatro meninas em várias ocasiões. Entre os fatos intrigantes está a chamada Queda Extática, em que as meninas caíam ao chão, na posição horizontal, durante horas, em estado de transe. Testemunhas da época alegam que quando duas ou mais das jovens, em êxtase, caíam juntas, os seus movimentos eram perfeitamente sincronizados.

No total, a Igreja Católica já reconheceu pelo menos 28 aparições da Virgem Maria pelo mundo, contudo há muitas outras que seguem sem reconhecimento.

Assista abaixo o especial sobre as aparições marianas do HISTORY:

Fonte:

Wikipedia

 


 

08.Dic.1854

Proclamada definição dogmática que sustenta que a Virgem Maria foi concebida sem pecado original

No dia 8 de dezembro de 1854, foi promulgada uma Constituição Apostólica chamada Ineffabilis Deus (do latim, "Deus Inefável"), escrita pelo Papa Pio IX. O documento define o dogma da Imaculada Conceição da Bem-Aventurada Virgem Maria.

O decreto é baseado na aprovação dos bispos católicos do mundo inteiro em relação à concepção da Virgem Maria de Jesus Cristo. A declaração dogmática afirma:

"A doutrina que sustenta que a beatíssima Virgem Maria, no primeiro instante da sua Conceição, por singular graça e privilégio de Deus onipotente, em vista dos méritos de Jesus Cristo, Salvador do gênero humano, foi preservada imune de toda mancha de pecado original, essa doutrina foi revelada por Deus, e por isto deve ser crida firme e inviolavelmente por todos os fiéis."

No decreto também consta que a Imaculada Conceição foi fruto de presente ou graça divina a Maria pelo fato de vir a ser a Mãe de Deus.

 

 


 

Imagem: via Wikimedia Commons