Todos os horários

Como os soviéticos do século passado imaginavam o centenário da Revolução Russa

Historinha ilustrada traz uma visão super tecnológica de 2017! 

 

Em 1960, um relato chamado “Em 2017”, escrito por V. Strukova e V. Schevchenko e ilustrado por Schevchenko, projetava o futuro da antiga União Soviética no centenário da Revolução de Outubro.

Veja abaixo algumas imagens de um futuro que nunca chegou:

 

urss
CIDADE SUBTERRÂNEA
Em uma aula de geografia, os alunos assistem às imagens de Uglegrad, uma cidade subterrânea. A turma visitará o local no dia seguinte.

 

urss 2
VIAGENS ESPACIAIS
O comunismo do futuro teria conseguido desenvolver naves espaciais de última geração, com a capacidade de visitar sistemas planetários vizinhos graças à tecnologia “fotônica”.

 

urss
DESPERTADOR
Um relógio, especialmente projetado para garantir a eficácia do seu trabalho, acorda Igor, protagonista da história.

 

urss
COZINHA AUTOMÁTICA
Uma cozinha automática lê a receita da mãe de Igor e mescla os ingredientes necessários para a alimentação correta do jovem soviético.

 

urss
UGLEGRAD
Igor e sua turma visitam a proeza arquitetônica de Uglegrad, a cidade subterrânea. Lá, sempre é primavera, graças à luz e ao calor gerados por uma estrela de cristal.

 

urss
PERFURADORA
A construção de Uglegrad e outras cidades similares só foi possível graças a essas máquinas robóticas, capazes de perfurar quilômetros de terra com seu aço resistente ao calor.

 

urss
UGLEGRAD
Enquanto Igor e seus companheiros visitam Uglegrad, o centro meteorológico de Moscou recebe notícias sobre a destruição das ilhas do Pacífico, nas quais viviam os últimos imperialistas do planeta, em decorrência de testes nucleares. A explosão causa distúrbios graves na atmosfera terrestre.

 

urss
A AMEAÇA IMPERIALISTA
Tornados atômicos gigantes, provocados pelos testes nucleares dos últimos imperialistas, aproximam-se de Moscou.

urss 3
A SALVAÇÃO
Os soviéticos do futuro possuem estações meteorológicas voadoras, capazes de neutralizar o caos atmosférico e salvar a vida do planeta.


Fonte: BBC

Imagem: Sergey Pozdnyakov (arquivo pessoal)

Estas são as invenções que mudarão nossa vida em no máximo 50 anos

Será que finalmente vamos poder andar em carros voadores?

Vídeo relacionado:
Em algumas poucas décadas, tecnologias que hoje parecem pertencer à ficção científica serão uma realidade cotidiana, segundo uma equipe de futurologistas que analisou os avanços científicos da atualidade.


Conheça algumas:

Trens submarinos supersônicos: Um meio de transporte revolucionário, que ligará continentes a velocidades que superarão os 1.200 km/h, graças ao fenômeno hidrodinâmico conhecido como supercavitação.

Polícia de pensamentos: As tecnologias que permitem detectar pensamentos serão utilizadas para a prevenção do crime, escaneando as mentes de possíveis criminosos para poder antecipar os fatos.

Poderes sobre-humanos: O uso de exoesqueletos com musculatura artificial baseada em polímeros eletroativos fará com que qualquer simples mortal se transforme em um super-homem com forças e capacidades programadas.

Mantos invisíveis: A tecnologia da invisibilidade avança a passos largos e, em breve, será de uso comum nas forças armadas.

Implantes inteligentes: Dispositivos desse tipo, implantados debaixo da pele, permitirão o diagnóstico em tempo real de qualquer aspecto relacionado à saúde.

Carros voadores: Ao longo das próximas décadas, os tão esperados veículos voadores serão uma realidade. E não apenas serão capazes de voar, mas o farão de forma autônoma.

Turismo espacial: Em 50 anos, viagens desse tipo serão praticamente uma rotina, já que os avanços tecnológicos permitirão passeios e férias no espaço sideral.


Fonte: Daily Mail

Imagem: Shutterstock

Táxis voadores e sem motorista começarão a operar em Dubai ainda este ano

Quem teria coragem de encarar um mini-helicóptero sem piloto?  

Vídeo relacionado:
Muito em breve, quem precisar se locomover de forma prática e veloz por Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, poderá optar por veículos automatizados  que deslizam pelo ar somente com o toque de um botão.

Segundo foi informado pelo departamento de transportes da cidade, espera-se que, para julho deste ano, drones de oito rotores fabricados pela empresa chinesa Ehang comecem a circular pelos céus de Dubai. Essas máquinas terão capacidade para transportar uma pessoa e uma mala pequena (peso total de 100 kg). Elas podem voar até 50 km ou por 30 minutos, com uma carga única de bateria, e sua velocidade máxima é de 160 km/h.

Conforme antecipou Mattar Al Tayer, diretor-geral da Autoridade de Estradas e Transportes, o drone já foi testado com sucesso pelos céus. Esses artefatos estão equipados com tecnologia à prova de falhas e aterrissarão imediatamente diante de qualquer contratempo, para garantir a segurança do passageiro. Seu percurso é controlado e monitorado constantemente através de um centro de comando.

Dubai já possui o maior sistema de transporte subterrâneo sem condutor do mundo e, no ano passado, deu início a um programa de testes que utiliza veículos automatizados. O primeiro-ministro dos EAU, o xeique Mohammed bin Rashid Al Maktoum, anunciou que a expectativa para 2030 é que pelo menos 25% de todas as viagens na cidade sejam realizadas em veículos sem piloto.

Assista ao vídeo:




Fonte: NY Times

Imagem: Agence France Presse

Primeiro robocop do mundo é criado em Dubai

O primeiro agente-robô  deve entrar em operação no próximo mês! 

Vídeo relacionado:
Em 2015, Dubai havia anunciado que planejava formar a primeira tropa de segurança com agentes robotizados entre suas fileiras. Para isso, era necessária a criação de androides com a capacidade, entre outras, de falar vários idiomas, para que pudessem auxiliar os turistas em áreas comerciais.

O mais surpreendente é que essa ideia está a ponto de se concretizar no próximo mês, quando o primeiro agente robotizado começará a patrulhar as ruas da cidade. O coronel Khaled Nasser Al Razzuqi, diretor da Administração de Serviços Inteligentes da Polícia, declarou que, para 2030, espera-se um contingente de 25% de robôs e a abertura da primeira estação inteligente da polícia que não mais necessitará de oficiais humanos.

A expectativa das autoridades é que Dubai se transforme em uma das cinco cidades mais seguras do mundo até 2025.


Fonte e Imagem: RT

Sistema que impulsiona naves alienígenas teria sido descoberto

Cientistas atribuem rajadas rápidas de rádio a propulsão de naves alienígenas

Vídeo relacionado:
As primeiras rajadas rápidas de rádio (FRBs, na sigla em inglês) foram identificadas em 2007. Desde então, vários sinais de pulso luminoso rápido foram registrados, intrigando tanto os cientistas quanto os amantes do paranormal.

Um novo artigo, assinado por Manasvi Lingam e Abraham Loeb, dois pesquisadores do Harvard-Smithsonian Center for Astrophysics (CfA), sugere que esses sinais intergalácticos misteriosos poderiam ser gerados por artefatos sofisticados, projetados para propulsar naves extraterrestres. Sua análise mostra que os feixes utilizados para impulsionar grandes velas espaciais conseguiriam criar parâmetros compatíveis às FRBs.

Loeb e Lingam acreditam que um aparelho duas vezes maior que a Terra, alimentado pela energia de uma estrela, seria capaz de emitir feixes de luz detectáveis a distâncias galácticas enormes.

No entanto, os astrofísicos admitem que seu trabalho é meramente especulativo, embora estejam entusiasmados com a possibilidade de estarem diante da primeira evidência científica de vida extraterrestre.


Fonte: ABC

Imagem: Shutterstock

03.Abr.1973

Primeira ligação pública é feita de um celular

O dia 3 de abril de 1973 marcou um fato que mudaria a vida de todos nós. Neste dia, Martin Cooper fez algo inédito. Com 44 anos e então gerente do departamento de comunicação da Motorola, ele realizou a primeira ligação de celular. A primeira chamada de uma via pública, ao menos, que se tem registro, direto das fervilhantes avenidas de Nova York. 

 

O telefone celular já havia sido testado no laboratório, mas nunca no mundo real. O telefone no carro já tinha sido inventado - os rádios móveis, na verdade. Eles eram equipamentos pesados, que tinham que ser alimentados por uma parafernália que ficava escondida no porta-malas. Cooper vislumbrava o dia em que as pessoas falariam no telefone sem amarra alguma, com total liberdade ao indivíduo. Ele imaginava um equipamento portátil, que pudesse ser carregado a qualquer lugar.

  

Quando Cooper fez aquela ligação, ele, obviamente, não ligou para outro celular. Sua chamada foi para o telefone fixo do chefe da equipe da concorrência, da Bell Labs, que também desenvolvia um produto semelhante. Imagine como o concorrente se sentiu quando atendeu a ligação de Cooper, escutando o som das ruas da cidade ao fundo.

  

A chamada não durou muito, pois o aparelho da Motorola era do tamanho de um tijolo e pesava em torno de 1,1 quilo. Seria bastante desconfortável segurar esse peso todo perto da orelha para jogar conversa fora no meio da rua. O fato é que a Motorola saiu na frente na corrida pelos celulares e nossas vidas, definitivamente, nunca mais foram as mesmas após aquela ligação.




Imagem: Shutterstock.com

“Santo Graal” da física poderá mudar o rumo da humanidade!

Descoberta pode ser o pontapé para uma nova revolução tecnológica!

 

Dois físicos da Universidade de Harvard, Isaac Silvera e Ranga Días, afirmam ter desenvolvido o material mais estranho do planeta: o hidrogênio metálico líquido.

 

Para obter a substância, os cientistas expuseram uma pequena porção de hidrogênio a pressões superiores às do centro da Terra, fazendo com que a matéria molecular se transformasse em um metal: hidrogênio líquido.

 

Os pesquisadores chamaram a descoberta de “o Santo Graal da física de alta pressão” e afirmam que o novo material poderá mudar a história do mundo.

 

Por suas qualidades como supercondutor em temperatura ambiente, o hidrogênio metálico atômico poderá ser utilizado para melhorar substancialmente a produção e o armazenamento de energia. Além disso, tornaria possível o desenvolvimento de trens de alta velocidade de levitação magnética e poderá servir como propulsor de foguetes, revolucionando a engenharia espacial.


Embora SIlvera e Días estejam bastante otimistas, ainda falta fazer alguns testes adicionais com o experimento, para provar sua legitimidade científica.

 


Fonte: RT 

Imagem: Shutterstock

 

Facebook planeja tecnologia usuários postarem usando apenas ondas cerebrais

A ideia é extrair informações a partir do pensamento; projeto já está em andamento!

Mark Zuckerbeg, CEO do Facebook, anunciou em julho de 2015 que tinha intenção de desenvolver um aparelho que permitisse ler o pensamento de uma pessoa e comunicá-lo, por meio de ondas cerebrais, aos demais usuários da rede social.


De lá para cá, acredite, o projeto já começou a dar seus primeiros passos: foi criado um setor destinado ao desenvolvimento de uma interface “cérebro-computador” (brain-computer interface, BCI na sigla em inglês) que lê as ondas cerebrais para, em seguida, enviá-las aos contatos do Facebook.


O Building 8 do Facebook (setor responsável pela criação de novos produtos de hardware) publicou recentemente um anúncio em busca de engenheiros especializados em interfaces cérebro-computador para trabalhar em um projeto de neuroimagem, que visa à criação de “uma plataforma de comunicações do futuro”.


Fonte: Business Insider

Imagem: Shutterstock

Inventaram uma roupa que evita o reconhecimento facial

No auge da tecnologia de identificação automática, projeto surge para burlar a superexposição!

Há alguns anos, o reconhecimento facial vem sendo implementado em espaços como empresas, aeroportos e áreas de grande circulação. Também é comum encontrar essa tecnologia em aplicativos de fotos, de busca de pessoas e redes sociais.

Essa realidade motivou o artista alemão Adam Harvey a desenvolver um projeto chamado Hyperface. Trata-se de uma linha de roupas “antivigilância”, cujo design simula rostos humanos que “desviam” a atenção dos sistemas.

 

reconhecimento facial

 

As estampas causam uma supersaturação que tornam difícil detectar a verdadeira face da pessoa. O uso desses trajes inovadores permitiria ao usuário burlar sistemas de reconhecimento facial para proteger sua intimidade.


Fonte: The Huffington Post

Imagem: Shutterstock e Hyperface

Um robô gigante capaz de andar é desenvolvido na Coreia do Sul

Engenheiros da empresa de robótica Korea Future Technology, com sede em Seul, na Coreia do Sul, acabam de apresentar o protótipo de um robô gigante e capaz de andar, projetado para ser tripulado por seres humanos: o Method-1.


Vitali Bulgarov, um dos seus criadores, publicou um vídeo em sua conta no Facebook, no qual é possível ver o Method-1 em ação, que pesa 1,5 tonelada e possui 4 metros de altura.

O robô está em fase de desenvolvimento. Os cientistas esperam que, no decorrer do próximo ano, ele seja capaz de se deslocar para a frente e operar suas mãos habilmente.

Muitos detalhes do projeto permanecem em segredo, e por isso o vídeo causou um rebuliço na rede. O design futurista e o visor amplo, pelo qual é possível ver alguém operando seus comandos, parecem inspirados em uma série de anime.

Bulgarov afirma: “O chão treme quando você está ao seu lado”.



 


Fonte e imagem: RT