Todos os horários
27.May.2016

Cometa explorado pela sonda Rosetta contém ingredientes da vida

No dia 27 de maio foi confirmado pelo espectômetro de massa da sonda Rosetta, a presença de substâncias relacionadas à origem da vida na cauda do cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko: o aminoácido glicina, o elemento fósforo, além de metilamina, etilamina, sulfeto de hidrogênio e cianeto de hidrogênio.

 

Tratam-se de ingredientes considerados cruciais para a origem da vida na Terra que foram encontrados pela espaçonave da Agência Espacial Europeia que tem explorado o cometa por quase dois anos - entre 2014 e 2015, por meio de módulo Philae, dotado de instrumentos científicos.  

 

Eles incluem o aminoácido glicina, que é comumente encontrado em proteínas, e fósforo, um componente-chave do DNA e membranas celulares.

 

Os cientistas há muito debatem a possibilidade de que a água e as moléculas orgânicas foram trazidas pelos asteróides e cometas quando a Terra era jovem e depois esfriou após sua formação, fornecendo alguns dos principais blocos de construção para o surgimento da vida.

 

Enquanto alguns cometas e asteroides já são conhecidos por ter água em sua composição, assim como os oceanos da Terra, a sonda Rosetta encontrou uma diferença significativa no seu cometa - alimentando o debate sobre seu papel na origem da água da Terra.

 

Contudo, os novos resultados revelam que os cometas têm o potencial de ingredientes importantes para o surgimento da vida como a conhecemos.

 

 


Fonte: ESA

Imagem: ESA/Rosetta/NavCam – CC BY-SA IGO 3.0 

Áudio: Sonda Rosetta registra melodia enigmática no espaço

Enquanto o robô Philae realiza seu último trajeto em direção à superfície do cometa 67P/Churiómov-Guerasimenko, você pode deleitar seus ouvidos com a melodia misteriosa, vinda do corpo celeste, que a sonda espacial Rosetta conseguiu detectar. Trata-se de um som emitido entre as frequências de 40 e 50 mil hz (o ouvido humano consegue captar apenas os sons entre 20 e 20 mil hertz).

“Isso é muito emocionante porque é completamente novo para nós. Não esperávamos por isso e agora estamos trabalhando para entender a física do fenômeno”, afirmou o pesquisador principal do projeto, Karl-Heinz Glassmeier.

Não deixe de ouvir a melodia estranha e enigmática vinda do espaço. Prepare os ouvidos!

Fonte: The Daily Mail 

Acontecimento histórico! Acompanhe ao vivo a primeira aterrissagem de uma nave espacial sobre a superfície de um cometa

O evento é histórico, inédito e emocionante. Comparado pelos especialistas à chegada do homem à Lua, o iminente pouso do veículo robótico Philae sobre o núcleo gelado do cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko será um novo marco na carreira espacial humana. Se tudo sair conforme o planejado, o contato acontecerá em alguns minutos. O robô Philae se desprendeu corretamente da nave Rosetta, que orbita o 67P/Churyumor-Gerasimenco há alguns dias, e já transita os últimos 22 quilômetros até a superfície do cometa. Trata-se da primeira aterrissagem sobre um cometa da história da exploração espacial. 

O Philae registrará fotograficamente, em primeiro plano e alta resolução, a superfície do cometa, e realizará análises de seus gases e estrutura interna. Porém, um dos principais objetivos é acompanhar o cometa em seu caminho de aproximação ao Sol, para documentar suas transformações, algo que não se havia tentado até hoje. A nave Rosetta começou sua travessia há 10 anos, na base terrestre de Kourou, na Guiana Francesa, e viajou 6,4 bilhões de quilômetros através do espaço. No transcorrer do seu périplo, realizou múltiplas órbitas elípticas e utilizou as gravidades dos planetas Terra e Marte como acelerador, para atravessar o cinturão de asteroides existentes entre Marte e Júpiter.

“O que vamos encontrar no cometa é bastante incerto. Não se sabe se a superfície tem a consistência de neve ou de concreto. Se for muito macia, será difícil aterrissar, e se for muito dura, também”, assinalou Miguel San Martín, engenheiro argentino que participa da operação.

Acompanhe de perto este histórico acontecimento através da transmissão oficial ao vivo!

Fonte: La Nación