Todos os horários

Suas histórias

07.Dic.1985

Chega ao fim a produção da série Caverna do Dragão

No dia 7 de dezembro de 1985 chegava ao fim a produção original da série animada "Caverna do Dragão", um grande sucesso no começo dos anos 80. 

Chamada Dungeons & Dragons, em inglês, a série foi ao ar em 17 de setembro de 1983 na rede de televisão norte-americana CBS.  Depois, foi transmitida em vários países, entre eles o Brasil, onde alcançou enorme audiência.

Ao todo, foram produzidos 27 episódios, divididos em três temporadas. O seriado foi coproduzido pela Marvel Productions, TSR e Toei Animation, baseada no jogo de RPG do mesmo nome.

A trama da envolvente história é em torno de seis crianças/adolescentes que estão em um parque de diversões e embarcam em uma montanha-russa chamada Dungeons & Dragons. No meio do passeio, abre-se um portal, e o grupo é transportado para um mundo completamente diferente e mágico, com dragões, feiticeiros, orcs, fadas, unicórnios entre muitos outros.

Os garotos e garotas do grupo (Hank, Eric, Diana, Sheila, Presto e Bobby) recebem novas roupas e armas mágicas. Elas são entregues pelo Mestre dos Magos, que servirá de guia dos novatos em seu novo mundo, chamado simplesmente de “Reino”. Nesta jornada, também está o unicórnio Uni, que será adotado especialmente por Bobby, um menino de oito anos. O principal objetivo do grupo é retornar para o seu lar, mas para isso terão que enfrentar inimigos como o feiticeiro Vingador, a deusa-dragão Tiamat e o Demônio das Sombras, que serve de informante do Vingador.

O episódio final de Caverna dos Dragões conta com o roteiro elaborado por Michael Reaves que jamais foi produzido pela CBS, que, repentinamente, suspendeu a série. Nele é revelado que o Vingador é o filho do Mestre dos Magos, que está enfeitiçado pelo mal. O roteiro virou história em quadrinhos em 2010 pelas mãos do ilustrador brasileiro Reinaldo Rocha.

 

 


Imagem: via Wikimedia Commons

Veja as estranhas fotos de alienígenas encotradas na Deep Web

A deep web ainda é um mistério para a maioria das pessoas. Nem todo mundo que acessa conteúdo ou faz buscas na internet tem ideia do que há na parte mais profunda e escondida da rede mundial de computadores. Fazendo uma analogia, quem navega na internet “normal” está somente na superfície de uma ilha no meio do mar. A deep web seria tudo o que está neste vasto e escuro oceano. Quem já esteve por lá, afirma que ali tem de tudo e mais um pouco, o melhor e o pior do ser humano, além de muita coisa sobre extraterrestres e especulações em torno da existência de seres que desconhecemos.

Abaixo selecionamos algumas fotos da deep web de supostos alienígenas. As imagens, praticamente, têm a sua origem revelada, mas, a partir delas, a pergunta é: será que podemos acreditar na existência de vida fora da Terra? Como já perguntava o astrônomo e escritor Carl Sagan: “O que é mais assustador? A idéia de extraterrestres em mundos estranhos, ou a ideia de que, em todo este imenso universo, nós estamos sozinhos?"

#GiorgioEstaAqui

Fonte:

Necro Dark

Imagens: Divulgação

O Gigante de Cardiff

O Gigante de Cardiff foi a criação de um fazendeiro chamado George Hull. Um ateu convicto e provável leitor de “A Origem das Espécies” (1859), de Darwin, que se dedicou a criar o gigante depois de uma discussão com um reverendo metodista sobre a passagem de Gênesis 6:4, que indica que um dia, gigantes habitaram a Terra.

Contrariado, ele contratou alguns homens para esculpir um bloco de 3 metros de gesso, dizendo-lhes que seria um monumento a Abraham Lincoln. Ele contratou um pedreiro alemão, Edwin Burkhardt, para terminar a escultura e o obrigou a manter segredo.

Foi derramado ácido no gesso para lhe dar um aspecto envelhecido. Depois de pronta, a escultura foi enviada para Chicago, até a fazenda de William Newell, seu primo. Um ano depois, “Stub” Newell contratou dois homens para cavar um poço e eles encontraram o gigante enterrado. Esse seria um engano que se constituiu um pilar da cultura popular norte-americana desde então.

A MALDIÇÃO DE OAK ISLAND - Conheça o Poço do Dinheiro

Anos atrás algumas crianças encontram um local misterioso com troncos, correntes e barris em Oak Island, que pode ter indícios de tesouros raros. CLIQUE AQUI para explorar este e outros mistérios de Oak Island.

 

MARTE: AS FOTOS MAIS INCRÍVEIS DO PLANETA VERMELHO

Confira as imagens do planeta vermelho que causaram a maior polêmica em todo o mundo desde que foram divulgadas. Seria um efeito visual conhecido como "pareidolia", um fenômeno que produz ilusões de ótica em cenários e objetos diversos, ou a NASA está realmente escondendo alguma coisa?

Monge mumificado de 200 anos ainda pode estar vivo, diz especialista e médico do Dalai Lama

Um monge mumificado encontrado na Mongólia, na posição de lótus, “não estaria morto”, de acordo com um especialista que é também médico do Dalai Lama. Segundo Barry Kerzin, famoso monge budista, o homem mumificado - ainda não identificado - estaria a apenas uma etapa de se tornar um Buda na vida real. Os restos mumificados foram encontrados em 27 de janeiro, na província Songinokhairkhan.

Exames forenses ainda precisam ser concluídos, mas acredita-se que a múmia tenha em torno de 200 anos de idade e foi preservada em pele de gado. Contudo, o monge Barry Kerzin insiste que o homem mumificado, na verdade, está em uma "meditação muito profunda" e em um estado espiritual raro e muito especial conhecido como 'tukdam'.

Nos últimos 50 anos, acredita-se que ocorreram em torno de 40 casos semelhantes na Índia com monges tibetanos. "Eu tive o privilégio de cuidar de alguns meditadores que estavam em um estado tukdam”, disse Kerzin, de acordo com notícia divulgada pelo Siberian Times.

“Se a pessoa é capaz de permanecer neste estado por mais de três semanas – o que raramente acontece – seu corpo gradualmente encolhe e, no final, tudo o que resta da pessoa é o seu cabelo, unhas e roupas. Normalmente, neste caso, as pessoas que vivem ao lado do monge enxergam um arco-íris que brilha no céu durante vários dias. Isso significa que ele encontrou um ‘corpo de arco-íris’. Este é o mais elevado estado perto do estado de Buda”, explica Kerzin.

 

Roubo do monge mumificado

O monge mumificado também virou história de polícia. Seu corpo havia sido roubado de uma outra parte do país e seria vendido no mercado negro. Um homem de 45 anos, identificado como Enhtor, foi preso. Ele chegou a esconder a múmia em sua própria casa, em Ulaanbaatar.

Fonte e Imagem:

Washington Post

Daily Mirror

 

Atlântida - Em Busca de Alienígenas

Nos diálogos do famoso filósofo Platão de Atenas (428 a.C. – 347 a.C.) é que encontramos as referências iniciais ao supostamente devastado continente de Atlântida. As menções se encontram em duas de suas obras: o Timeu ou a Natureza, escrito em torno de 360 a.C., e o Crítias, também chamado de A Atlântida, composto depois. No primeiro deles, há uma menção a uma invasão do império atlante à região de Ática, zona de origem de Platão, em tempos antiquíssimos. O segundo versa quase inteiramente sobre a natureza do continente de Atlântida, incluindo sua forma de governo, seus costumes, sua geografia, economia, fauna e flora, assim também como suas origens divinas. Nos escritos, Crítias esboça uma explicação sobre seu desaparecimento. “(...) Nos tempos que seguiram a esses, grandes tremores de terra deram lugar a inundações; e em um só dia, em uma só fatídica noite, a terra tragou todos os seus guerreiros, a ilha de Atlântida desapareceu entre as águas, e por essa razão hoje não se pode percorrer nem explorar esse mar, porque se opõe à sua navegação um insuperável obstáculo, uma grande quantidade de lama que a ilha depositou no momento de afundar-se no abismo (...)”.

Conheça algumas fotografias que a ciência jamais explicou

O tempo passa, as especulações vão e voltam, muitos tentam analisá-las, mas, no final das contas, o mistério continua. Este é o enredo em torno de elementos de algumas fotografias que seguem controversas e cheias de teorias da conspiração com o passar das décadas. Conheça abaixo algumas imagens que simbolizam esse tipo de enigma.

1. Pirâmide Lunar: Esta imagem foi tirada pelo Apolo 17 em seu último voo para a Lua, perto da zona conhecida como Geophone Rock. Ela foi catalogada pela NASA como “em branco”. Contudo, após retocar a foto, vê-se que não está completamente em branco. Se aumentar o contraste, é possível observar estruturas piramidais. A NASA ainda não deu uma resposta consistente sobre o assunto.

2. Senhora Babushka: Dentro de investigações feitas a partir do assassinato de John F. Kennedy, em 22 de novembro de 1963, “senhora Babushka” foi o nome dado a uma mulher desconhecida, registrada no filme fotográfico no momento do atentado na Dealey Plaza, em Dallas, no Texas. “Babushka” provém do lenço em sua cabeça, parecido com o que as senhoras russas utilizavam.

3. O girino gigante: Na década de 60, um homem chamado Robert Le Serrec capturou a imagem de um girino enorme, que foi publicada pela primeira vez em março de 1965. Um relato detalhado do caso foi escrito por Heuvelmans dois anos depois – acredita-se que a imagem tenha sido manipulada, mas isso ainda não foi confirmado.

4. O fantasma aeronáutico: A foto foi tirada em 1919, durante a Primeira Guerra Mundial, e foi publicada pela primeira vez em 1975 por Sir Victor Goddard. O que chama a atenção nela é o rosto fantasmagórico que aparece atrás do quarto aviador na fila superior, a partir da esquerda, onde é possível ver a face de outro homem. Diz-se que a estranha aparição corresponde a Freddy Jackson, um mecânico de aviões que havia morrido acidentalmente por uma hélice de avião dois dias antes.

5. Os Fantasmas de SS. Watertow: Fotografia de dois marinheiros que foram sepultados no mar. A tripulação do navio afirmou que ambos apareceram várias vezes após falecerem.

6. O avô fantasma: O caso da fotografia tirada por Denise Russell de sua avó, em 17 de agosto de 1997, ainda surpreende: três anos depois de tê-la revelado, ela observou que havia um homem misterioso em pé, atrás de sua avó. Quando olhou mais de perto, se deu conta de que se tratava de seu avô, morto em 14 de agosto de 1984, treze anos antes de a foto ser registrada.

ALIENÍGENAS DO PASSADO - Religião alienígena

Relatos de encontros estranhos estão presentes em muitos dos grandes eventos da história. Seriam apenas coincidência ou uma evidência da intervenção extraterrestre?