Todos os horários
21.Sep.1947

Nasce Stephen King, o mestre do terror moderno

Conhecido no mundo inteiro por seus livros de terror, o escritor norte-americano Stephen King nasceu em Portland, Maine, em 21 de setembro de 1947. Em sua carreira de sucesso, já teve mais de 20 obras adaptadas para o cinema. Entre seus livros, destacam-se Carrie, A Estranha; O Iluminado; Christine; À Espera de um Milagre; O Apanhador de Sonhos; e It: A Coisa. O autor também já escreveu roteiros para várias séries na televisão.

Assim como seus livros, a vida de King é cheia de reviravoltas. Ele foi abandonado pelo pai quando tinha dois anos, e sua mãe lutou para sustentar seus dois filhos. Ele era doente quando criança e desenvolveu um amor pelos livros. King estudou inglês na Universidade do Maine, onde conheceu sua esposa, Tabitha.

Após a faculdade, o casal vivia em um trailer enquanto King dava aulas, trabalhava em uma lavanderia e escrevia quatro romances, todos rejeitados. Desanimado, desistiu de seu quinto livro até que sua esposa o incentivou a tentar novamente. Em 1973, recebeu US$ 2.500 pelo livro Carrie, A Estranha. Poucos meses depois, ganhou US$ 420 mil pelos direitos da obra. O livro foi um sucesso de vendas, assim como seus romances subsequentes.

Apesar do sucesso, King teve que lutar contra seus próprios demônios. Na década de 80, ele se juntou aos Alcoólicos Anônimos e lutou contra o vício em cocaína. Em junho de 1999, ele estava passeando perto de sua casa, em Maine, quando foi gravemente atingido por um furgão desgovernado. King ficou gravemente ferido. Passou por operações nos quadris, pelve e costelas. Enquanto isso, conseguiu escrever uma novela, vários contos e um livro de memórias. Apesar dos obstáculos, nunca parou com sua atividade de escritor. 
 



Imagem: Everett Collection / Shutterstock.com

 

 

Misterioso e antigo livro que ninguém jamais decifrou será publicado

As primeiras cópias do chamado "livro mais misterioso do mundo" estão prestes a chegar ao mercado pela primeira vez.

Uma editora espanhola finalmente obteve permissão para publicar cópias fiéis do obscuro Manuscrito Voynich - um livro do século XV, escrito em uma misteriosa linguagem que ninguém jamais decifrou. Ao todo, 898 réplicas do Voynich estarão disponíveis no mercado ao preço de US$ 8 mil cada exemplar - cada buraco, mancha e remendo do documento original será meticulosamente reproduzido.

Durante séculos, os cientistas tentam entender o que está escrito nesta obra. Alguns dos melhores criptógrafos do mundo têm dedicado suas vidas para resolver essa quebra-cabeça - mas ninguém sequer chegou perto. 

O manuscrito está trancado no cofre da Beinecke Rare Book & Manuscript Library da Universidade de Yale. Por causa da idade e raridade da obra, pouquíssimas pessoas tiveram acesso ao livro até hoje. Quem já o tocou, disse que foi uma experiência inesquecível.

Livro alien?

Uma datação por carbono indica que o manuscrito foi produzido entre 1404 e 1438. Até hoje ninguém ninguém sabe quem é o autor do manuscrito, embora alguns tenham levantado a suspeita de que o trabalho possa ter até origem alienígena. O nome do livro é por conta do lituano Wilfrid Voynich, que tinha um antiquário e que, supostamente, adquiriu a obra em 1912 a partir de uma coleção de livros raros pertencentes a jesuítas italianos. Voynich foi o responsável por tonar o livro famoso. 

Desenhos surreais

A obra é escrita em um texto desconhecido, com várias ilustrações surreais coloridas, como plantas bizarras, figuras humanas e constelações desconhecidas. Algumas das imagens são de mulheres com "abdomens inchados" que estão "imersos em fluidos e estranhamente interagindo com tubos e cápsulas".

Veja abaixo algumas páginas da enigmática.








Fontes: Science Alert, Beinecke Library, Washington Post

Imagens: Beinecke Rare Book & Manuscript Library nbsp;

 

 

 

O que diz o Hagakure, o manual dos guerreiros samurais

Os samurais já formaram o poder dominante no Japão e, em torno destes antigos guerreiros, havia um forte código de honra e lealdade.

Há um livro escrito por um samurai que nos remete ao mundo de ideais destes soldados da aristocracia japonesa, tão hábeis na luta com a katana. A obra Hagakure - que significa “Escondido pelas Folhas” ou “Folhas Escondidas” - é uma compilação dos tradicionais códigos guerreiros dos samurais (o Bushido), escrito pelo mestre Yamamoto Tsunemoto, aprendiz entre 1710 e 1717.

Hagakure expõe de modo detalhado e contundente uma forma de viver que, por séculos, guiou a existência das pessoas que escolheram a vida de samurai. Abaixo, seguem alguns fragmentos do famoso livro:

- "Se você é muito rígido, seus subordinados serão desleais. Mas se você confia demais neles, serão indisciplinados".

- "Se uma chuva repentina o pegar desprevenido, não corra estupidamente pela estrada nem se proteja nas marquises das casas. De qualquer maneira, você se molhará. Aceite-a desde o início e continue seu caminho (...). Use essa lição para tudo".

- "O Bushido é uma “forma de morrer” (...). Um samurai vassalo está sempre pronto e disposto a morrer em qualquer momento para ser totalmente fiel ao seu mestre".

- "Quando você ficar doente ou aborrecido, saberá quem são seus verdadeiros amigos".

- "A sabedoria vem de prestar atenção às pessoas sábias. O amor vem de lutar sempre pelo bem dos demais e em colocar os outros antes de si mesmo. A coragem surge apenas com o ranger dos dentes e com a determinação de se chocar com qualquer barreira que se coloque no caminho, sem pensar nas consequências".

- "Certamente, não há nada mais importante na vida do que o que fazemos neste momento, no presente".

Apesar de antigos, não há como negar que muitos desses ensinamentos samurais ainda são atuais nas nossas relações humanas. 


Fonte: Pijama Surf

Imagem: Marzolino/Shutterstock.com

02.Jul.1992

Stephen Hawking bate o recorde dos best-sellers britânicos

O físico teórico Stephen Hawking quebrou os recordes editoriais em 2 de julho de 1992. Seu livro “Uma Breve História do Tempo” esteve na lista de best-sellers de não ficção por três anos e meio, vendendo mais de 3 milhões de cópias em 22 idiomas.

 

“Uma Breve História do Tempo” explica as teorias mais recentes sobre a origem do universo em uma linguagem acessível para leigos. O livro foi transformado em um documentário aclamado em 1992, que foca principalmente na história do próprio cientista. Diagnosticado com esclerose lateral amiotrófica durante seus 20 anos, foi dito a Hawking que ele teria apenas mais dois anos de vida. Mas, apesar do grave prognóstico, ele deu seguimento aos seus estudos em física teórica, casou-se e teve um filho. Posteriormente, sua doença o deixou paraplégico, à exceção da mão esquerda. Hawking pôde continuar a falar, mas seu discurso era difícil de entender até ele se submeter a uma traqueotomia, em 1985, durante um ataque de pneumonia. Em seguida, Hawking começou a utilizar um sintetizador de voz controlado por um mouse, o que melhorou a clareza de seu discurso. Sua popular e sintetizada voz pode ser ouvida no documentário de “Uma Breve História do Tempo”, em uma música famosa do Pink Floyd e em um episódio dos Simpsons.

 

Ganhador da Medalha Presidencial da Liberdade e várias outras homenagens, Hawking escreveu muitos outros livros populares de ciência, incluindo “Buracos Negros, Universos Bebês e Outros Ensaios” (1993) e “O Grande Projeto” (2010), o qual ele coescreveu com o colega físico Leonard Mlodinow. Hawking é conhecido por suas contribuições científicas para a cosmologia e a gravidade quântica e está afiliado à Universidade de Cambridge e ao Instituto de Tecnologia da Califórnia, entre outras entidades.

 


Imagem: Flickr [CC BY 2.0]

Conheça o manual que influenciou grandes mágicos e ocultistas da história

Quem crê que bruxaria se opõe à vida religiosa, dificilmente pensará que um manual de magia de 1575 trazia ensinamentos que poderiam ser ministrados numa igreja.

Respeitar a Deus acima de tudo, evitar as coisas terrenas e se amparar nas divinas, seguir as Escrituras Sagradas... Essas afirmações estão todas no livro “A Magia de Arbatel”.

[O HISTORY AGORA ESTÁ NO SPOTIFY: CLIQUE AQUI E SIGA-NOS]

 



A obra, única e excepcional, mostra a magia como uma expressão da vida espiritual e propõe a veneração a Deus como uma forma elevada de conhecimento cósmico. Essa obra fundamental é de um autor desconhecido e já foi publicada junto com livros de Heinrich Cornelius Agrippa (médico famoso, ocultista, necromante, cabalista, filósofo e alquimista, entre outras coisas, do início do século XVI), quem decidiu incluí-la em sua própria obra completa.

O Arbatel teve, nos séculos que se seguiram à publicação, uma influência decisiva na obra, vida e pensamento dos mágicos, alquimistas e ocultistas mais importantes do mundo. Trata-se de uma obra de iniciação para mágicos, um manual para ganhar poderes através do alinhamento com as leis universais e um código de ética indispensável a quem quer praticar a magia.

A doutrina contida em suas páginas talvez possa ser exemplificada na seguinte citação: “Aquele que chamamos de Mágico é quem, pela graça de Deus, as essências espirituais servem, para manifestar o conhecimento de todo o universo e os segredos contidos na Natureza, visíveis ou invisíveis. Essa é a descrição de um Mágico e é universal”.

 

 


Fonte: Pijama Surf
Imagem: Vera Petruk/Shutterstock

21.Sep.1987

Publicado primeiro livro de "Onde está Wally?"

No dia 21 de setembro de 1987 foi publicado o primeiro livro da série "Where´s Wally?" (Onde está Wally?) do popular personagem Wally. As primeiras edições foram publicadas no Reino Unido pela Walker Books e, depois, nos EUA, sob o título "Where's Waldo?" pela Little, Brown and Company.

O personagem foi criado pelo ilustrador britânico Martin Handford a pedido do diretor de arte da Walker Books. Depois de muito pensar, Handford veio com a ideia de Wally, um garoto que viaja pelo mundo, com ideias de viagem pelo tempo, sempre caracterizado da mesma maneira: camiseta com listras brancas e vermelhas, um gorro com uma bolinha no topo e óculos. O desafio dos leitores é encontrar Wally no meio de multidões e em variados cenários. Muitas ilustrações do Wally contêm pistas falsas, com objetos listrados branco e vermelho. A série de livros também inspirou um programa de TV, tirinhas e um game.

 


Imagem: William Murphy / Where’s Wally World Record [CC BY-SA 2.0], via Wikimedia Commons

21.Jun.2003

Lançado “Harry Potter e a Ordem da Fênix”, quinto livro da série de J.K. Rowling

Sucesso de público e crítica, o livro “Harry Potter e a Ordem da Fênix” foi lançado no dia 21 de junho de 2003 no Reino Unido. A obra é a mais longa da série da escritora J.K. Rowling, publicada pela Bloomsbury, vendeu cinco milhões de cópias nas primeiras 24 horas de publicação. O livro foi lançado no Brasil em novembro do mesmo ano.

Harry Potter e a Ordem da Fênix ganhou vários prêmios, incluindo a indicação de Melhor Livro para Jovens Adultos da American Library Association. O livro também foi adaptado para o cinema, em filme lançado em 2007, e que virou um videogame.

A trama é em torno do quinto ano na Escola Hogwarts de Magia e Bruxaria, incluindo o retorno do antagonista Lord Voldemort, os exames dos Níveis Ordinários de Magia, e a intervenção do Ministério da Magia. Na luta Bem versus Mal, Harry vai enfrentar as investidas de Voldemort sem a proteção de Dumbledore, já que o diretor de Hogwarts é afastado da escola. Ele também terá que lidar sozinho com as descobertas sobre a personalidade controversa de seu pai, Tiago Potter, e a perda de alguém muito próximo.

 


Imagem: Carlos Cruz [CC BY-SA 3.0], via Wikimedia Commons

 

Clique aqui e saiba mais sobre a história de J.K. Rowling

24.Sep.1996

Stephen King lança dois livros de uma vez

No dia 24 de setembro de 1996, o autor de best-sellers Stephen King lançou dois novos romances de uma só vez. O primeiro, Desespero, foi lançado sob o nome de King, enquanto o segundo, Os Justiceiros, foi publicado sob o pseudônimo Richard Bachman.

King nasceu em Portland, Maine, em 21 de setembro de 1947. Seu pai abandonou a família quando ele tinha dois anos, e sua mãe lutou para sustentar seus dois filhos. King era doente quando criança e desenvolveu um amor pelos livros. Ele estudou inglês na Universidade do Maine, onde conheceu sua esposa, Tabitha.

Após a faculdade, o casal vivia em um trailer enquanto King dava aulas, trabalhava em uma lavanderia e escrevia quatro romances, todos rejeitados. Desanimado, desistiu de seu quinto livro até que sua esposa o incentivou a tentar novamente. Em 1973, recebeu US$ 2.500 pelo livro Carrie, A Estranha. Poucos meses depois, ganhou US$ 420 mil pelos direitos da obra. O livro foi um sucesso de vendas, assim como seus romances subsequentes.

Apesar do sucesso, King teve que lutar contra seus próprios demônios. Em 1988, ele se juntou a Alcoólicos Anônimos. Em junho de 1999, ele estava passeando perto de sua casa, em Maine, quando foi gravemente atingido por um carro. King passou por várias operações para reparar os quadris, pelve, costelas e outros ossos quebrados. Enquanto isso, conseguiu escrever uma novela, vários contos e um livro de memórias. Apesar dos obstáculos, nunca parou com sua atividade de escritor.

 


Imagem: Pinguino / The National Book Foundation's [CC BY 2.0], via Wikimedia Commons

06.Aug.1996

Lançado o livro A Guerra dos Tronos, da série As Crônicas de Gelo e Fogo

No dia 6 de agosto de 1996 era lançado o livro "A Guerra dos Tronos", um romance de fantasia épica, escrito pelo autor norte-americano George RR Martin. O livro foi o primeiro da série “As Crônicas de Gelo e Fogo”, que abordava a rivalidade das famílias nobres medievais em um continente imaginário chamado Westeros. Apesar de não ser inicialmente um best-seller, "A Guerra dos Tronos" conquistou um público fiel, e a série “As Crônicas de Gelo e Fogo” se tornou um enorme sucesso, vendendo milhões de livros.

Martin, inicialmente, havia previsto "A Guerra dos Tronos", como o primeiro título de uma trilogia, no entanto, seu plano foi expandido e ele também escreveu "A Fúria dos Reis" (1999, nos EUA), "A Tormenta de Espadas" (2000), "O Festim dos Corvos" (2005) e "A Dança dos Dragões" (2011). Os romances são conhecidos por seus enredos elaborados e grande elenco de personagens, moralmente complexos - Martin também tem a reputação de matar seus personagens principais. Em 2005, a revista Time o apelidou de "Tolkien americano", uma referência ao britânico JRR Tolkien, autor de "O Hobbit" e "O Senhor dos Anéis". Em 2011, uma adaptação para a TV de A Guerra dos Tronos estreou na HBO.

 


Imagem: David Shankbone [CC BY 3.0], via Wikimedia Commons

21.Jul.2007

Lançado o sétimo e último livro da saga Harry Potter

No dia 21 de Julho do ano de 2007, era lançado o sétimo e último livro da série Harry Potter, “Harry Potter e as Relíquias da Morte”, com uma tiragem inicial de 12 milhões de cópias apenas nos Estados Unidos. Assim como cada um dos livros anteriores do Harry Potter, Relíquias da Morte foi programado para também ser lançando como uma grande produção de Hollywood.

O menino bruxo de óculos, Harry Potter, é criação da autora britânica JK Rowling. O Primeiro romance de Rowling, Harry Potter e a Pedra Filosofal, foi lançado na Grã-Bretanha em 1997 e tornou-se um best seller internacional. Crianças e adultos foram cativados por Harry, seus amigos Ron Weasley e Hermione Granger e suas aventuras na Escola Hogwarts. Os livros, que narram as aventuras de Harry contra o seu inimigo, o malvado Lord Voldemort, já venderam mais de 400 milhões de cópias e foram traduzidos para mais de 60 idiomas. A série de livros, acredita-se, também serviu de impulso para a alfabetização infantil em todo o mundo.

Com o surgimento de uma série de filmes de sucesso, jogos e outros produtos, Harry Potter transformou JK Rowling, uma mãe solteira e sem dinheiro, na autora de livros mais bem paga da história.

 


Imagem: B.Davis2003 [CC BY-SA 4.0], via Wikimedia Commons