Todos os horários

Estudo de DNA revela como os gatos se espalharam pelo mundo

Um vasto estudo de DNA investigou a propagação dos gatos pelo mundo e chegou a conclusões impressionantes.

O trabalho publicado na Nature sequenciou o DNA de mais de 200 gatos que viveram entre 15 mil atrás e o século 18. O estudo foi apresentado no último mês de setembro pela geneticista evolutiva Eva-Maria Geigl, do Instituto Jacques Monod, de Paris. Trata-se do primeiro estudo abrangente sobre a disseminação dos felinos através da história. Foram analisados os DNAs de gatos domésticos encontrados em 30 sítios arqueológicos na Europa, África e Oriente Médio.

Explosões populacionais 

O pesquisadores descobriram que os gatos se espalharam em duas grandes levas. A primeira explosão populacional de gatos ocorreu quando a agricultura apareceu pela primeira vez na Turquia e no Mediterrâneo Oriental, onde viveram os ancestrais selvagens dos gatos domésticos. Geigl sugere que quando as pessoas começaram a estocar grãos, também surgiram os roedores. Estes, por sua vez, atraíram os gatos selvagens. Os agricultores podem ter visto vantagens em ter os felinos por perto para controlar os roedores e, dessa forma, surgiram as raças domésticas.

Gatos vikings

A segunda expansão de gatos ocorreu milhares de anos mais tarde, de acordo com o estudo. A equipe descobriu que uma linhagem de gatos do Egito começou a aparecer na Bulgária, Turquia e África subsaariana entre os séculos 4 a.C e 4 d.C. A equipe acredita marinheiros pode ter começado a manter gatos em navios também para controlar roedores, e os animais foram se espalhando pelas cidades portuárias durante as viagens comerciais. Um gato com o DNA mitocondrial egípcio foi encontrado em um local viking no norte da Alemanha, com datação entre 700 d.C 1000 d.C.

Quem domesticou os gatos?

Durante décadas, os pesquisadores acreditaram que os gatos foram domesticados no Egito, há cerca de 4 mil anos. Mas um sepultamento humano no Chipre, de 9,5 mil anos, encontrado em 2004, que já incluía ossos de gato, colocou em xeque essa teoria. Um outro estudo, de 2014, indica que os gatos domésticos foram criados no Alto Egito há 6 mil anos. Estas descobertas, juntamente com a cronologia de Geigl, mostram que a relação histórica entre seres humanos e gatos é muito mais longa e mais complexa do que se imaginava.


Fonte: Smithsonian Mag , Nature

Imagem: Africa Studio/Shutterstock.com