Todos os horários

INDEPENDÊNCIA

O exército britânico massacra a milícia colonial na Batalha de Lexington. Sam e Hancock se unem aBen Franklin para convencer as colônias a apoiarem a independência.O general Gage lança um ataque devastadorem Bunker Hill e Sam tenta novamenteconvencer as colônias. Finalmente a Guerra Revolucionária mostra os rebeldes enfrentando os inimigos não como colônias, mas como um único país.

O exército britânico massacra a milícia colonial na Batalha de Lexington. Sam e Hancock se unem aBen Franklin para convencer as colônias a apoiarem a independência.O general Gage lança um ataque devastadorem Bunker Hill e Sam tenta novamenteconvencer as colônias. Finalmente a Guerra Revolucionária mostra os rebeldes enfrentando os inimigos não como colônias, mas como um único país.

A REVOLTA

A Coroa Inglesa enviao general Gage para acabar com a rebelião. Sem a ajuda deoutros colonos, Sam e Hancock aceitam o conselho de George Washington e treinam seu próprio exército.Paul Revere descobre os planos para capturar os rebeldes eparterapidamente para avisá-los. Mas ao fugirem,Sam e Hancock ouvem “O tiro ouvido ao redor do mundo” indicando que os ingleses já estão lutando com a milícia colonial.

A Coroa Inglesa enviao general Gage para acabar com a rebelião. Sem a ajuda deoutros colonos, Sam e Hancock aceitam o conselho de George Washington e treinam seu próprio exército.Paul Revere descobre os planos para capturar os rebeldes eparterapidamente para avisá-los. Mas ao fugirem,Sam e Hancock ouvem “O tiro ouvido ao redor do mundo” indicando que os ingleses já estão lutando com a milícia colonial.

UM JOGO PERIGOSO

Sam Adamsincita a raiva da Coroa Inglesa após causar acidentalmente a destruição da mansão do governador real.Sendo perseguido, Sam é forçado a pedir ajuda a John Hancock.Recomeçam os motins em Boston, mas quando um menino é assassinado por um defensor da coroa inglesa, o motivo do conflito passa a seruma luta pela liberdade ao invés de uma disputa por dinheiro e impostos.

Sam Adamsincita a raiva da Coroa Inglesa após causar acidentalmente a destruição da mansão do governador real.Sendo perseguido, Sam é forçado a pedir ajuda a John Hancock.Recomeçam os motins em Boston, mas quando um menino é assassinado por um defensor da coroa inglesa, o motivo do conflito passa a seruma luta pela liberdade ao invés de uma disputa por dinheiro e impostos.

FILHOS DA LIBERDADE - A declaração da independência

Não perca o momento em que a declaração da independência é proclamada nos Estados Unidos.

FILHOS DA LIBERDADE - Uma nação nascendo

Depois de muitas batalhas e lutas, a idéia de uma nação livre quase não é só um sonho..

FILHOS DA LIBERDADE - George Washington

Tentando resolver os problemas na corte, e sem resposta da justiça, George Washington entra na sala e convoca um exército para se armar contra a coroa britânica.

FILHOS DA LIBERDADE - A revolta do chá

Um grupo de partidários da independência, cansados dos impostos da coroa, decide dar um grande golpe com uma carga de chá Inglês. Descubra mais sobre este acontecimento!

FILHOS DA LIBERDADE - Benjamin Franklin

Conheça Benjamin Franklin, um dos pais da liberdade dos Estados Unidos.

FILHOS DA LIBERDADE - A casa do governador

Sam Adams incita a raiva da Coroa Inglesa após causar acidentalmente a destruição da mansão do governador real.

Sete coisas que você não sabe sobre a Declaração de Independência dos EUA

Em 4 de julho, nos EUA, é comemorada a assinatura da Declaração da Independência, ocorrida em 1776, quandou houve a separação do Império Britânico. O aniversário é uma boa oportunidade para saber mais sobre um dos documentos mais importantes da potência mundial norte-americana. Filosoficamente, a Declaração enfatizou os direitos individuais e o direito de revolução. Estas ideias também foram difundidas pelo mundo todo, em especial a Revolução Francesa.

1. A Declaração da Independência não foi assinada em 4 de julho: Em 4 de julho de 1776, após 12 das 13 colônias votarem a favor da independência do país, o Congresso dos EUA adotou oficialmente a Declaração da Independência. No entanto, a assinatura do documento foi feita cerca de um mês depois.

2. Quando as notícias da Declaração da Independência chegaram a Nova York, causaram um grande alvoroço: George Washington, então comandante das Forças Continentais da cidade, leu o documento diante de uma enorme multidão, a qual, no mesmo dia, derrubaria uma estátua do rei Jorge III do Reino Unido.

3. Oito dos 56 assinantes eram britânicos: Entre os membros do Congresso que assinaram a Declaração de Independência, estavam os ingleses Gwinett Button e Robert Morris, o galês Francis Lewis, os escoceses James Wilson e John Witherspoon, os irlandeses George Taylor e Matthew Thornton, e o norte-irlandês James Smith.

4. Um dos assinantes voltou atrás: Em 30 de novembro de 1776, Richard Stockton, um dos assinantes da Declaração da Independência foi capturado e encarcerado pelos britânicos. Depois de meses passando fome e sofrendo maus tratos, Stockton retirou sua assinatura e jurou lealdade ao rei Jorge III.

5. Havia 44 anos de diferença de idade entre o mais novo e o mais velho dos assinantes: Benjamin Franklin, o assinante mais velho, tinha 70 anos quando escreveu seu nome no documento. O advogado da Carolina do Sul, Edward Rutledge, o assinante mais jovem, tinha 26 anos de idade.

6. Duas cópias extras foram encontradas nos últimos 25 anos: Em 1989, um morador da Filadélfia achou uma das primeiras cópias da Declaração da Independência atrás de um porta-retratos de US$ 4 que adquiriu em um mercado de pulgas. Em 2009, outra cópia foi descoberta dentro de uma caixa de papéis, nos Arquivos Nacionais do Reino Unido.

7. Há algo escrito na parte de trás do documento: Na parte inferior do verso é possível ler “Declaração da Independência Original, de data 4 de julho de 1776”. Ninguém sabe quem o escreveu nem quando, mas acredita-se que foi feito como modo de identificação para quando o documento fosse dobrado e transportado.

No vídeo abaixo, em Filhos da Liberdade, veja mais sobre a história de muita luta pela emancipação dos EUA:

Fonte: Live Science