Todos os horários

HUMANIDADE: A ERA DA EXPLORAÇÃO

Descubra como era a vida em mar aberto durante a era da exploração

17.Abr.1524

Giovanni Verrazzano descobre a baía de Nova York

No dia 17 de abril de 1524, o navegador e explorador italiano Giovanni da Verrazzano chegou ao porto de Nova York durante sua viagem pela costa atlântica da América do Norte, enquanto buscava uma passagem alternativa para a Índia. Em sua homenagem, uma bela e grande ponte suspensa da cidade recebeu o seu nome. Depois de Nova York, Verrazzano chegou à Carolina do Norte, ao estado de Nova Escócia e descobriu o rio Hudson. Em 1527, ele deixou o Brasil para empreender uma expedição, mas morreu durante esta viagem.

 


Imagem: F. Allegrini [Domínio público], via Wikimedia Commons

27.Jun.1898

Canadense completa a primeira volta solitária ao redor do mundo

No dia 27 de junho de 1898, o navegador e aventureiro canadense Joshua Slocum completou uma viagem solitária ao redor do mundo e se consagrou como o primeiro marinheiro a circunavegar o planeta. Em 1899, Slocum, um talentoso escritor, publicou o relato de sua épica viagem: "Navegando sozinho ao redor do mundo". O texto começa "Decidi realizar uma viagem ao redor do mundo na manhã do dia 24 de abril de 1895. Com vento suave, eu levantei as âncoras ao meio-dia, zarpei e abandonei Boston, onde eu estive confortavelmente ancorado durante o inverno... uma forte emoção tomou conta de mim. Meus passos eram leves no convés e estavam livres como o ar fresco. Senti que poderia não voltar mais e que estava começando uma aventura que não compreendia totalmente o significado". Em 1908, Slocum tinha decidido que iria navegar em direção ao sul do rio Orinoco, na Venezuela, para escrever outro livro. Ele zarpou em 1909 e nunca mais se teve notícias dele.

 


Imagem: Hollinger & Co. [Domínio público], via Wikimedia Commons

16.Mar.1521

Descobertas as Ilhas Filipinas

A República das Filipinas é uma nação insular formada por um arquipélago de 7.107 ilhas localizadas ao sudeste da Ásia. A distância menor até a costa ocidental do Oceano Pacífico é de cerca de 1.210 km. Foram descobertas pelo explorador português Magalhães em 16 de março de 1521. As ilhas foram chamadas "Filipinas" em homenagem a Felipe II, da Espanha, e é considerada como a única nação hispânica da Ásia após quase quatro séculos de colonização espanhola. Em outras antigas possessões espanholas do Pacífico, como Guam ou as Ilhas Marianas do Norte, este país ainda conserva em pequenos grupos a cultura hispânica. Da mesma forma, é uma das únicas nações do sudeste asiático onde a religião predominante é o catolicismo.

 

Imagem: Mike Gonzalez, via Wikimedia Commons

24.Feb.1503

Cristóvão Colombo funda Santa Maria de Belém

Em 24 de fevereiro de 1503, em sua quarta viagem, Cristóvão Colombo fundou o que foi o primeiro assentamento espanhol em território continental: Santa Maria de Belém, deixando a cargo dele seu irmão Bartolomeu. Uma vez criada a colônia, conseguiram uma aliança de paz com várias tribos indígenas, principalmente com a do rei Quibián de Veragua (atual República do Panamá), quem se reuniu com Colombo a bordo de uma de suas naves. Os espanhóis tiveram frequentes conflitos com os indígenas e por isso Bartolomeu ordenou a prisão do rei Quibián e de toda sua família. O monarca conseguiu escapar jogando-se no rio de uma canoa onde estava acorrentado. Seus captores pensaram que ele tinha se afogado. Uma vez em terra, pôde convencer as demais tribos de atacar Santa Maria de Belém. Após vários bem-sucedidos ataques por parte dos indígenas, Santa Maria de Belém foi abandonada por seus habitantes, que partiram novamente à Espanha.

23.Mar.1806

Volta a primeira expedição do Pacífico

Meriwetther Lewis e William Clark dirigiram uma expedição até a costa do Pacífico na qual percorreram quase 13.000 quilômetros de canoa, a cavalo e a pé. Era formada por 40 homens dos estados da União e do Canadá. A expedição do Corpo de Descobrimento partiu de Saint Louis e durou mais de dois anos. Subiram o rio Missouri e no final do outono chegaram ao lugar onde hoje fica Dakota do Norte, um povoado de índios Mandan, perto do qual construíram um forte onde passaram o inverno. Uniu-se a eles o comerciante franco-canadense, Toussaint Charbonneau, e sua mulher Sacawagea, da tribo dos shoshone, que seria de grande ajuda para se comunicar com os índios. A parte mais dura da viagem foi atravessar as Rochosas, onde perderam quase todos os seus animais, despenhados ou sacrificados para servir de alimento. Às margens do Clearwater embarcaram em cinco canoas e, seguindo o rio Snake, passaram ao rio Columbia, que os conduziu ao Pacífico em novembro de 1805. Em 23 de março de 1806 iniciaram o caminho de volta.

 

Imagem: Charles Willson Peale [Domínio Público], via Wikimedia Commons

27.Dic.1831

Charles Darwin parte para épica viagem a bordo do HMS Beagle

Em um dia como este, no ano de 1831, o naturalista Charles R. Darwin, então com 22 anos, partia para a expedição no barco HMS Beagle, do capitão Robert FitzRoy. Darwin havia sido convidado para a viagem em agosto daquele mesmo ano e, de início, seu pai pensou que o filho iria perder tempo a bordo de uma expedição para mapear a América do Sul. Contudo, ele foi persuadido pelo cunhado, Josiah Wedgwood, a concordar e também patrocinar a viagem de Charles Darwin.

A expedição pelo mundo deveria durar dois anos, mas levou cinco, encerrando-se em outubro de 1936, após cruzar o globo terrestre. Este tempo foi suficiente para estabelecer Darwin também como um eminente geólogo. Ele também publicou o seu diário de viagem, o que contribuiu para sua fama. Mais importante do que isso, a viagem no HMS Beagle proporcionou a Darwin a chance de fundamentar na prática a sua teoria das espécies e publicar seu impactante livro sobre o assunto em 1858. Darwin usou evidências convincentes para elaborar suas ideias sobre a evolução, superando a rejeição científica dos conceitos anteriores de transmutação de espécies. Na década de 1870, a comunidade científica e grande parte do público em geral já aceitavam a evolução como um fato.

 

Imagem: By Charles_Darwin_seated.jpg: Henry Maull (1829–1914) and John Fox (1832–1907) (Maull & Fox) [1]derivative work: Beao (Charles_Darwin_seated.jpg) [Public domain or Public domain], via Wikimedia Commons

 

 

Clique aqui e saiba mais sobre a história de Charles Darwin

05.Abr.1722

Explorador holandês Jacob Roggeveen descobre Ilha de Páscoa

No dia 5 de abril de 1722, em um domingo de Páscoa, o explorador holandês Jacob Roggeveen entrou para a história como o primeiro europeu a visitar Rapa Nui ou a Ilha de Páscoa. Acredita-se que a ilha foi descoberta pelos polinésios, porém não se sabe exatamente quando eles chegaram ao local. A Ilha da Páscoa é considerada uma das mais remotas do mundo já que se encontra a 3,5 mil quilômetros da costa chilena. Na Ilha, o explorador encontrou as famosas estátuas moai. São aproximadamente mil estátuas espalhadas ao longo da costa. Elas foram esculpidas em tufo calcário vulcânico e, segundo crenças, representavam a morada dos espíritos.

 


 

Foto: Shutterstock.com

25.Jul.1637

Português Pedro de Teixeira parte em expedição para explorar o rio Amazonas

No dia 25 de julho de 1637, o cartógrafo Pedro de Teixeira deu início a uma expedição, a serviço da coroa portuguesa, para identificar a origem do rio Amazonas. Ele partiu com uma frota de canoas, com 70 soldados e 1.200 índios e escravos. Além de mapear a região, Teixeira também registrou notas sobre os índios, seus costumes, clima, flora e fauna. Após oito meses de viagem chegou a Quito, no Equador, onde foi capturado pelas autoridades espanholas. Contudo, ele obteve permissão para retornar à Amazônia desde que sua expedição fosse vistoriada por padres jesuítas. Apesar destes contratempos, Pedro de Teixeira seguiu nos anos seguintes com sua missão de explorar a Amazônia.

 


Imagem: via Wikimedia Commons

09.Mar.1500

Pedro Álvares Cabral inicia a viagem que resultaria na chegada ao Brasil

No dia 9 de março de 1500, Pedro Álvares Cabral deu início à viagem que resultaria na chegada dos europeus ao Brasil. Então com 32 ou 33 anos, ele partiu de Lisboa com uma frota de 13 navios com o objetivo de chegar à Índia, contornando a África. No dia 9 de abril, a frota havia passado a linha do Equador e navegou rumo a oeste, afastando-se o máximo possível do continente africano, utilizando uma técnica de navegação conhecida como a volta do mar. Os marujos avistaram algas marinhas no dia 21 de abril, o que os levou a acreditar que estavam próximos da costa. No dia seguinte, 22 de abril de 1500, a frota ancorou perto do que Cabral batizou de Monte Pascoal, já que era semana da Páscoa. Na verdade, Cabral havia chegado a uma novo imenso continente para os europeus.