Todos os horários

Grandes heróis que foram esquecidos pela história

Alguns personagens importantes nunca receberam o reconhecimento merecido. 

Vídeo relacionado:
A história é escrita pelos grandes homens e mulheres, cujas contribuições pavimentam o caminho da humanidade rumo a uma vida melhor. Pelo menos é assim em teoria, já que, na prática, a realidade é bastante diferente.

Conheça alguns dos grandes nomes que foram esquecidos pela história: 

Grace Murray Hopper (1906-1992): Em uma época em que se sabia que os computadores podiam fazer cálculos mas não executar programas, Hopper desenvolveu o instrumento pelo qual os programadores puderam transformar código em software – e, assim, mudou o mundo para sempre.

Clair Cameron Patterson (1922-1995): Não foi apenas o homem que calculou a idade real do planeta Terra (4,55 bilhões de anos), mas o que descobriu que o chumbo utilizado como aditivo no combustível era tóxico para o ser humano, salvando, assim, milhões de vidas.

Ignaz Philipp Semmelweis (1818-1865): Embora hoje pareça óbvio, a higiene nos partos nem sempre foi algo comum. Semmelweis descobriu que lavar as mãos em soluções de cal clorada antes do parto reduzia a mortalidade para menos de 1% (o que significou uma redução de quase 90% durante esse momento).

Maurice Hilleman (1919-2005): Esse microbiólogo desenvolveu, ao longo de sua vida, quarenta vacinas – das quais oito são imprescindíveis atualmente. Ele é creditado como salvador de mais vidas que qualquer outro cientista do século XX. Porém, é pouco conhecido pelo público.

Vasili Arkhipov (1926-1998) e Stanislav Petrov (1939): Arkhipov, um oficial da marinha soviética, impediu o lançamento de um torpedo nuclear e uma consequente guerra atômica em 1962. Já Petrov impediu uma catástrofe nuclear em 1983. Desse modo, os dois oficiais evitaram o fim do mundo.

Chiune Sugihara (1900-1986) e Raoul Wallenberg (1912-desaparecido em 1945): Ambos realizaram ações similares às de Oscar Schindler na Segunda Guerra Mundial, ajudando dezenas de milhares de judeus a escapar do horror do Holocausto. No entanto, quase ninguém lhes dá o mesmo reconhecimento que ao alemão.

Alexie Ananenko, Valeri Bezpalov e Boris Baranov: Esses homens sacrificaram suas vidas para salvar meia Europa da maior catástrofe da sua história. Eles drenaram o porão inundado de Chernobyl, que teria causado uma explosão cem vezes maior que a inicial e deixado o continente europeu inabitável. Os três morreram em consequência da radiação duas semanas após o ato heroico.


Fonte: United Explanations
Imagem: Wikipedia Commons/Montagem

Neurônio gigante pode explicar a origem da consciência

Estamos a um passo de entender se a atividade neuronal realmente controla a consciência!

Vídeo relacionado:
O neurocientista Christof Koch, diretor do Allen Institute, em Seattle, nos EUA, acaba de realizar uma descoberta que, segundo ele, poderá explicar a origem da consciência. Trata-se de um neurônio gigante, encontrado no cérebro de roedores e que liga os hemisférios direito e esquerdo.

Koch encontrou três neurônios gigantes em cérebros de camundongos, sendo que um deles cobria toda a superfície cerebral em forma de coroa. O pesquisador afirma que esse transmissor poderá ser o responsável por regular a atividade consciente nos mamíferos.


Embora seja apenas uma hipótese, se confirmada a validade de sua tese, este será um dos primeiros avanços da ciência na resolução de uma das perguntas mais antigas da humanidade: é de fato a atividade neuronal que controla a consciência?


Christof Koch trabalhou por quatro anos no laboratório de inteligência artificial do prestigiado Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), antes de se dedicar à pesquisa cerebral.


Fonte: Pijama Surf
Imagem: Shutterstock

 

Estes são os alimentos que podem deixar os homens mais atraentes

Dieta à base de alimentos alaranjados ajuda a dar uma cor mais sensual às pessoas! 

Uma pesquisa realizada pela Universidade da Austrália Ocidental sugere que o consumo prolongado de alimentos ricos em carotenoides pode fazer com que os homens caucasianos fiquem mais atraentes para as mulheres.

Vídeo relacionado:
Os carotenoides são responsáveis pela coloração alaranjada de verduras, como a cenoura e a abóbora. No experimento, feito pelos pesquisadores australianos, as mulheres participantes consideraram mais desejáveis os homens que haviam sido expostos a uma dieta com níveis altos desse nutriente.

Os cientistas acreditam que as mudanças na pigmentação da pele, causadas por essa dieta, fazem com o que os homens pareçam mais saudáveis, o que se traduz em um maior potencial erótico para o sexo oposto. No entanto, as análises clínicas dos candidatos, cujo apelo sexual cresceu graças à mudança dietética, não apresentam sinais de melhora significativa na sua saúde em geral.

Yong Zhi Foo, coautor do estudo, explica: “Os carotenoides são conhecidos por serem responsáveis por exibições extraordinárias de acasalamento em muitas espécies animais. Nosso estudo é um dos primeiros a mostrar, de forma causal, que esses elementos também podem influenciar o apelo sexual nos seres humanos, além de confirmar os resultados de estudos anteriores, provando que o que comemos pode afetar nossa aparência”.


Fonte: ABC

EINSTEIN - A equação mais polêmica da história

Quando Albert Einstein passou pelo seu "ano do milagre" em 1905, ele publicou quatro artigos científicos que mudaram a Física e o mundo.

Já é possível comer carne de verdade sem que qualquer animal tenha quem morrer

As peças são produzidas em laboratório sem abate ou qualquer tipo violência contra o animal.

Vídeo relacionado:
A questão ética envolvendo consumo de carne não é nova. A forma como os animais são abatidos, como as carnes são quimicamente tratadas, a enorme quantidade de matéria-prima necessária e o passivo ambiental gerado pelas mega criações de bovinos e aves já estão no indigesto cardápio dos efeitos negativos dos nossos hábitos alimentares.

Mas se houvesse uma alternativa de continuar comendo carne sem que para isso seja preciso sacrificar animais, você encararia? A saída já tem sido estudada em laboratórios de todo o mundo, mas só há alguns anos começaram a brotar os primeiros resultados.

A startup norte-americana Memphis Meat anunciou há alguns dias que conseguiu produzir carne de frango e pato em laboratório, sem que nenhum bicho tenha sido morto.

 

A post shared by Memphis Meats (@memphismeats) on Mar 16, 2017 at 9:17am PDT


As peças são produzidas a partir de células dos animais, que, cultivadas com nutrientes químicos, crescem e formam um tecido idêntico ao da carne tradicional. O sabor é praticamente o mesmo.

No entanto, quem estiver ansioso para grelhar seu filezinho hi-tech terá que esperar um pouco mais, ou desembolsar quase R$ 30 mil por meio quilo do produto.

É que, por enquanto, o custo de produção ainda é altíssimo. A expectativa é que até 2021 a carne sustentável chegue aos supermercados com um preço bem similar à tradicional.

A reprodução de carne em laboratório é um gigantesco avanço tecnológico. Pode resolver problemas de fornecimento no futuro, ajudar a recuperar o meio-ambiente (a produção de animais para abate polui mais que toda frota de veículos do planeta) e agregar mais nutrientes às nossas refeições diárias.

 


Fonte: Exame
Imagem: Memphis Meat/Instagram – Reprodução

Engenheiro cria óculos "eternos" que se ajustam a vários problemas de vista

O protótipo ainda é (bem) feio, mas os novos óculos devem revolucionar a forma de enxergar no futuro próximo!

O incrível desenvolvimento tecnológico do século XXI parece contrastar com alguns elementos que, simplesmente, ficaram para trás com o passar do tempo. Isso foi o que descobriu o argentino e professor de engenharia eletrônica Carlos Mastrangelo, quando completou 50 anos e viu sua visão se deteriorar.

Como milhões de pessoas no mundo, ao envelhecer, Mastrangelo não conseguiu mais ajustar as lentes de seus óculos e, por isso, começou a ver tudo borrado. As soluções oferecidas pela ciência não se mostraram eficientes para ele: se utilizava óculos com lentes simples, tinha que tirá-los centenas de vezes para ver os objetos distantes; e se usava lentes bifocais e multifocais (inventadas por Benjamin Franklin no século XVIII), seu campo visual se via severamente reduzido.

Isso motivou Mastrangelo a resolver o problema sozinho. Como professor da Universidade de Utah, nos EUA, ele reuniu alguns de seus colegas e engenheiros para trabalhar com seu projeto de “óculos inteligentes”. Agora os óculos do futuro vão ter um microcontrolador, que ajusta constantemente o poder dos óculos para ver objetos nitidamente a qualquer distância.

Além disso,  utiliza lentes líquidas (uma membrana elástica de goma de silicone muito fina) em vez das lentes tradicionais. O fato mais surpreendente é que, para determinar o tipo de defeito ótico do usuário, as lentes vão agir com um aplicativo móvel via Bluetooth, podendo resolver qualquer problema relacionado ao foco.

Oculos do futuro
Segundo Mastrangelo, o limite para seus óculos inteligentes é dado pelos problemas relacionados aos danos na retina (retinite pigmentosa ou retinose pigmentar) e problemas com o bloqueio do cristalino (catarata), que requerem uma cirurgia ótica ou prótese da retina. De acordo com o professor, uma das maiores dificuldades do projeto está em criar uma bateria leve o suficiente e de duração prolongada para carregar os óculos. Estima-se que o produto final estará à venda em 2 ou 3 anos.


Fonte: BBC

Imagem: Dan Hixson - Utah University

Cientistas lançam alerta global sobre epidemia de cegueira

A causa principal é algo que usamos todos os dias, todas as horas!

Um relatório da Universidade Complutense de Madrid alerta para uma epidemia global de cegueira que poderá ocorrer por causa da exposição contínua a telas luminosas. Os cientistas estudaram o impacto provocado nos olhos pelo uso intensivo de aparelhos LED, como telefones celulares ou computadores, e chegaram à conclusão de que as crianças são as mais afetadas.

A pesquisa foi baseada em dois estudos prévios que analisaram as retinas de ratos de laboratórios expostas a vários estímulos luminosos. Embora tenha se constatado que o uso de protetores de tela pode reduzir em até 23% a morte de células dos olhos, os cientistas advertem que isso não é suficiente para impedir uma diminuição drástica da visão em todo o mundo.

Para facilitar uma recuperação adequada da vista, os especialistas recomendam utilizar a técnica dos 20-20-20, que consiste em olhar fixamente, por 20 segundos, um ponto localizado a seis metros da tela a cada 20 minutos de trabalho.


Fonte: RT

Imagem: Shutterstock

Aprenda 6 técnicas científicas para ficar mais inteligente

É possível ser mais inteligente? De acordo com cientistas, algumas técnicas podem ser úteis para ampliar as capacidades intelectuais. Conheça algumas delas! 


1. Fazer exercícios físicos: Um estudo neozelandês de 2013 revelou que a atividade aeróbica melhora a função executiva em adultos e crianças, ajuda a expandir a memória e a atenção seletiva e contribui para o desenvolvimento de habilidades “multitasking”.

2. Aprender idiomas: De acordo com um estudo sueco, falar mais de um idioma gera uma expansão do córtex cerebral, assim como do hipocampo (área responsável pela aprendizagem). Além disso, outro estudo demonstrou uma presença maior de matéria cinzenta nos lobos frontal e parietal (regiões do cérebro responsáveis pela atenção, autocontrole e memória de curto prazo) em pessoas que falam mais de um idioma.

3. Escrever à mão: Escrever sem utilizar aparelhos eletrônicos ajuda a reter a informação por mais tempo. O cérebro processa e registra tudo o que é escrito, dando lugar à formação de novas ideias.

4. Ler mais, principalmente ficção: De acordo com um estudo neurocientífico, quando um romance nos “prende”, a conectividade no giro supramarginal do cérebro (responsável pela percepção da linguagem) aumenta. Essas capacidades se mantêm após a leitura do livro, como uma espécie de “atividade de sombra” semelhante à memória muscular após a prática de esportes.

5. Tocar um instrumento musical: O treinamento musical melhora as funções neuronais, uma vez que exercita diversas áreas do cérebro que ampliam as habilidades comunicativas através de outros meios.

6. Comer chocolate: Segundo um estudo norte-americano, o chocolate melhora o fluxo sanguíneo em várias partes do cérebro, estimulando a função cognitiva. De acordo com outro estudo, o consumo de chocolate uma vez por semana provoca melhoras na memória e no pensamento abstrato.


Fonte: RT

Imagem: Shutterstock

5 dados científicos sobre o medo que todo mundo precisa entender

É bom conhecer a explicação científica para a este sentimento tão comum em nossas vidas!

1. Quando experimentamos o medo?

Novos estudos neurocientíficos sugerem que o processo de sentir medo é decidido em uma “democracia neural”. Alguns neurônios muito sensíveis, localizados na amígdala, enviam um sinal de alarme e o restante dos neurotransmissores decidem por maioria se o escutam ou não.

Vídeo relacionado:
2. Por que o medo paralisa?

A imobilidade defensiva é um mecanismo presente em quase todas as espécies de mamíferos. Diante de uma ameaça em potencial, os músculos endurecem e a frequência respiratória diminui.

3. O medo é aprendido

Um experimento controverso realizado com crianças na década de 1950 provou que a exposição a circunstâncias traumáticas ensina ao cérebro a temer estímulos que anteriormente não eram detectados como ameaçadores.

4. É possível transformar o medo em alegria

Em 2014, neurocientistas conseguiram converter, em ratos, a sensação de medo em prazer, estimulando determinadas zonas cerebrais enquanto os roedores eram expostos a uma ameaça.

5. Por que algumas pessoas gostam de sentir medo?

Em situações em que sabemos que estamos seguros, é possível apreciar o medo. Os filmes de terror, por exemplo, provocam uma excitação fisiológica que aumenta as sensações de prazer.


Fonte: ABC

Imagem: Shutterstock

9 invenções de mulheres sem as quais a vida seria muito, muito difícil

Sabe o computador que você usa para ler este texto? Foi criado com a ajuda de uma mulher – aliás, várias. 

Vídeo relacionado:
Ah, está lendo no telefone? Pois saiba que a sua adorada conexão sem fio, sem a qual você não vive, também é invenção de uma mulher. 

O filtro que permite fazer café quentinho todo dia? Invenção de uma mulher.

A tela sensível ao toque do seu telefone? Invenção de uma mulher.

O mundo está cheio de mulheres brilhantes e pouco reconhecidas por suas conquistas. No mundo da ciência, muitas delas atravessam anos e anos de história na sombra. 

Para evitar que isso aconteça,  a gente separou algumas invenções de mulheres brilhantes sem as quais a nossa vida seria um pesadelo. Confira!