Todos os horários

Especialista em estudos bíblicos afirma que Jesus existiu

O russo Andréi Desnitski, um dos especialistas mais importantes em estudos bíblicos, não tem dúvidas diante da eterna interrogação sobre a veracidade dos fatos narrados na Bíblia.

Segundo ele, o que há de mais convincente do Evangelho é o seu conteúdo histórico, que não difere em nada ou contradiz as informações que temos sobre a Palestina do século I.

Essa é uma característica que diferencia a Bíblia de outros textos nos quais outras religiões estão baseadas, como ocorre com o Islã e o profeta Maomé, que, segundo Desnitski, é “a história de um êxito militar”.

Com relação a Jesus, o especialista afirma que, embora seja difícil demonstrar com provas concretas a existência de um personagem histórico com essas características, ninguém pode provar, por exemplo, a existência de Buda ou Sócrates (figuras que não escreveram seus próprios relatos). O mesmo ocorre com Jesus: só podemos saber o que seus amigos e seguidores disseram dele. Desnitski acredita que o debate pode consistir em sua origem humana ou divina, mas não em sua existência.


Fonte: RT

Imagem: artphotoclub/Shutterstock.com

Apocalipse de São João: o eclipse solar do século que anuncia o fim do mundo

Os americanos e os europeus poderão testemunhar um dos fenômenos astronômicos mais temidos pelos cristãos evangélicos.

No dia 21 de agosto de 2017, ocorrerá um eclipse solar total que, de acordo com o Apocalipse de São João, representaria o início do fim do mundo, conforme anunciou a organização religiosa Unsealed.

Nos EUA, será possível ver o sol atravessando o planeta de costa a costa e, embora na Europa só se consiga ver uma parte, a importância que os teóricos evangélicos dão a esse fenômeno não é menor. Segundo eles, os escritos bíblicos fazem referências claras a esse fenômeno como o início do fim.

O fenômeno está relacionado a um fragmento da Bíblia em que se fala de uma mulher vestida de Sol, grávida e que está sobre a Lua. Nele, também é mencionado um dragão, que deseja matar seu filho. A criança, ao nascer, ascenderá aos céus e os anjos destruirão o monstro.

Há outro ponto que os teóricos levam em consideração: nesse ano, será cumprida uma geração bíblica – 70 anos – desde a criação do estado de Israel, em 1947. Além disso, no século XIII, o rabino Judá Ben Samuel previu que o fim do mundo seria em 2017.

Os evangélicos da organização afirmaram que o fim do mundo começará no próximo ano e que terminará em 2024.



Fonte: RT 

Imagem: Vadim Sadovski/Shutterstock.com

Manuscrito enigmático em Oxford pode provar que Jesus existiu

Embora o legado de Jesus tenha revolucionado a história da humanidade, ainda não existem provas de que Cristo tenha realmente vivido entre os homens.

Mas seria possível acreditar nisso, dado o impacto que sua pregação teve para a organização política e religiosa dos últimos milênios. A figura de Jesus foi mencionada em inúmeros textos de sua época, no entanto, as primeiras referências ao Messias datam de quase um século depois de sua morte. Os mesmos evangelhos apócrifos parecem ter sido redigidos muito tempo depois da sua morte.

[O HISTORY AGORA ESTÁ NO SPOTIFY: CLIQUE AQUI E SIGA-NOS]

 



Todavia, três pequenos fragmentos de um manuscrito da época poderão provar que Jesus de fato viveu e predicou segundo relata a Bíblia. Trata-se do manuscrito GR-17, conservado em uma instituição religiosa de Oxford, na Inglaterra.

O papiro foi comprado em um bazar egípcio pelo reverendo Charles Bousfield Huleatt no final do século XIX e, apesar de o religioso sempre desconfiar de que era um documento de muito valor, após sua morte, em 1908, ele ficou guardado em um depósito por mais de 80 anos. Na década de 1890, o pesquisador alemão Carsten Peter Thiede se interessou pelo manuscrito e conseguiu provar, graças aos avanços tecnológicos, que o papiro é de fato o documento neotestamentário mais antigo de que se tem registro, já que foi escrito por volta de 40 d.C. No manuscrito, estão reproduzidos versículos do testamento de São Mateus, o que o torna o primeiro registro existente no qual Jesus Cristo é citado por um contemporâneo que alega tê-lo conhecido.

 

 


Fonte: oculto.eu
Imagem: vovan/Shutterstock.com

O polêmico templo de adoração a Lúcifer

No departamento colombiano de Quindío foi erguido um templo dedicado ao culto satanista que provocou uma enorme controvérsia entre os adoradores de Lúcifer e autoridades locais.

Trata-se da autodenominada Igreja Luciferina Semillas de Luz, uma organização que acaba de erguer um templo para a adoração de Lúcifer, na cidade de Quimbaya, e que teria custado US$ 20 milhões, doados por seus associados.

[VEJA TAMBÉM: Homem que morreu duas vezes conta como foi estar morto]

Víctor Damián Rozo, líder espiritual da igreja, afirma que no templo não são praticados rituais satânicos nem atos degradantes ou violentos, desmentindo, desse modo, as acusações feitas por alguns meios de comunicação locais e por membros da igreja católica.

Em vez disso, Rozo afirma que sua congregação realiza cultos e presta agradecimentos a um anjo da luz, que foi expulso do paraíso por se rebelar contra a autoridade de Deus, o qual ele apontou como “o grande ditador”, assim como na história bíblica.

Além disso, ele informou que a igreja se mantém por meio das contribuições voluntárias de seus fiéis e que existem planos para realizar um congresso mundial que reúna milhares de adoradores de Lúcifer.

Enquanto isso, autoridades locais, em conjunto com o clero católico, acusaram a ilegalidade da organização, a qual eles não consideram como um culto.

 


Fonte: RT
Imagem: breakermaximus/Shutterstock.com  

Jesus não foi o único a voltar dos mortos: veja outros 10 relatos bíblicos sobre ressurreição

Para os cristãos, Jesus ressuscitou três dias depois de morrer. Mas a Bíblia traz relatos de outros casos de ressurreições. Há controvérsias entre as diferentes correntes religiosas, mas muitos grupos concordam que, além de Jesus, há pelo menos mais 10 passagens bíblicas que fazem esse tipo de relato.

Essa interpretação não é unânime. Alguns cristãos só consideram ressurreição os relatos depois da vinda de Jesus, excluindo os casos do Antigo Testamento. Há correntes que acreditam em reencarnação como uma forma de ressurreição e que todos nós reencarnamos. Então, os casos de ressurreição seriam muitos. Há outros grupos que creem apenas na ressurreição de Jesus Cristo

 

Confira abaixo alguns trechos da Bíblia: 

 

1) O filho da viúva de Sarepta através de Elias (1 Reis 17.17-24)
“E o Senhor ouviu a voz de Elias; e a alma do menino tornou a entrar nele, e reviveu”.

 

2) O filho da mulher Sunamita mediante Eliseu (2 Reis 4.32-37)
“Depois desceu, e andou naquela casa de uma parte para a outra, e tornou a subir, e se estendeu sobre ele, então o menino espirrou sete vezes, e abriu os olhos”.

 

3) O homem que foi encostado nos ossos de Eliseu (2 Reis 13.20-21)
“Depois morreu Eliseu, e o sepultaram. Ora, as tropas dos moabitas invadiram a terra à entrada do ano. E sucedeu que, enterrando eles um homem, eis que viram uma tropa, e lançaram o homem na sepultura de Eliseu; e, caindo nela o homem, e tocando os ossos de Eliseu, reviveu, e se levantou sobre os seus pés”.

 

4) Moisés através de Cristo (Judas 1:9)
“Mas o arcanjo Miguel, quando contendia com o diabo, e disputava a respeito do corpo de Moisés, não ousou pronunciar juízo de maldição contra ele; mas disse: O Senhor te repreenda.”

 

 5) O filho da viúva de Naim por Jesus (Lucas 7.11-15)
"E, chegando-se, tocou o esquife (e os que o levavam pararam), e disse: 'Jovem, a ti te digo: Levanta-te'. E o que fora defunto assentou-se, e começou a falar.”

 

6) A filha de Jairo por Jesus (Lucas 8.41-42; 49-55)
“E, tomando a mão da menina, disse-lhe: 'Talita cumi; que, traduzido, é: Menina, a ti te digo, levanta-te'. E logo a menina se levantou, e andava, pois já tinha doze anos; e assombraram-se com grande espanto.”

 

7) Lázaro (João 11.1-44)
“E, tendo dito isto, clamou com grande voz: Lázaro, sai para fora. E o defunto saiu, tendo as mãos e os pés ligados com faixas, e o seu rosto envolto num lenço. Disse-lhes Jesus: 'Desligai-o, e deixai-o ir'."

 

8) Muitos santos que haviam morrido, depois da morte de Jesus (Mateus 27.52)
"E abriram-se os sepulcros, e muitos corpos de santos que dormiam foram ressuscitados; e, saindo dos sepulcros, depois da ressurreição dele, entraram na cidade santa, e apareceram a muitos.” 

 

9) A ressurreição de Jesus (Mateus 28.1-8)
“Mas o anjo, respondendo, disse às mulheres: Não tenhais medo; pois eu sei que buscais a Jesus, que foi crucificado. Ele não está aqui, porque já ressuscitou, como havia dito. Vinde, vede o lugar onde o Senhor jazia.”

 

10) Tabita (Atos 9.36-43)
“Mas Pedro, fazendo sair a todos, pôs-se de joelhos e orou: e, voltando-se para o corpo, disse: 'Tabita, levanta-te'. E ela abriu os olhos, e, vendo a Pedro, assentou-se.”

 

11) Êutico (Atos (20.9-10)
“E, estando um certo jovem, por nome Êutico, assentado numa janela, caiu do terceiro andar, tomado de um sono profundo que lhe sobreveio durante o extenso discurso de Paulo; e foi levantado morto. Paulo, porém, descendo, inclinou-se sobre ele e, abraçando-o, disse: Não vos perturbeis, que a sua alma nele está”.

 


Fontes: Temas Bíblicos, Catholic Answers, Bíblica Católica, Testemunhas de Jeová

Imagem: Renata Sedmakova/shutterstock.com

Por que ainda perguntamos se Jesus foi casado ou não?

A decodificação recente de um texto antigo, que revela Jesus Cristo como o marido de Maria Madalena e pai de dois filhos, reaviva a hipótese de que o messias bíblico foi casado. Esses são os cinco motivos pelos quais ainda nos questionamos sobre o estado civil de Jesus:

[VEJA TAMBÉM: Papiro conhecido como “Evangelho da Mulher de Jesus” poderia provar que Cristo foi casado]

1. A arqueologia bíblica trouxe mais de uma surpresa: é o caso dos papiros descobertos no Egito, em 1945, que exaltam o protagonismo tardio da mulher e dão a entender que Jesus teria tido relações com Maria Madalena. Os textos pertenceram à escola gnóstica, uma antiga vertente do cristianismo.


2. O desejo de recriar um Jesus Cristo à imagem e semelhança: a hipótese que os seres humanos criam sua própria imagem de Jesus, estabelecida há mais de um século pelo teólogo Albert Schweitzer, é verificada através do tempo, com diversos modelos que veem Jesus como um administrador bem-sucedido, um protomarxista ou, como acontece mais comumente, casado e com filhos.

3. Todos os judeus se casam: de acordo com o estereótipo, os homens judeus se casam e têm muitos filhos. Embora esse modelo de vida possa ser aplicado a homens de diversas religiões, a verdade é que, nos tempos de Jesus, existiram comunidades de judeus celibatários, em condições parecidas aos mosteiros da época, como, por exemplo, os essênios.

4. Predileção pelas teorias conspiratórias: assim como no caso do assassinato de John F. Kennedy e o primeiro pouso na Lua, a opinião pública costuma preferir versões alternativas aos relatos oficiais. E a religião não escapa à regra.

5. Revolução feminina: os movimentos que reivindicam os direitos das mulheres crescem no mundo todo. Enquanto as mulheres reclamam maior presença no poder eclesiástico, figuras como a de Maria Madalena surgem como pilares desse processo.

CLIQUE AQUI E AJUDE A PRESERVAR PAISAGENS INCRÍVEIS. Fonte: The Huffington Post

Imagem: Renata Sedmakova/Shutterstock.com

A BÍBLIA

SOBRE

A Bíblia apresenta, de uma maneira nunca vista, o livro mais conhecido do mundo. Em vez de retratar contos épicos através da lente da fé ou da religião, esta série transporta o espectador em cada história, de uma forma totalmente nova. Imagine descobrir os detalhes por trás do estilingue que derrubou o gigante Golias; a composição atual exata da aldeia de Nazaré e até mesmo as técnicas de tortura utilizadas para reprimir as seitas hereges. A Bíblia nos traz não somente a maior história já contada, como também a maior aventura de todos os tempos.

VER MÁS

A PAIXÃO

Pedro renuncia Jesus e Judas se enforca; a multidão implora a morte de Jesus; Jesus é crucificado, mas quando Maria Madalena chega em seu túmulo, uma figura se aproxima dela - ele voltou; Jesus ordena aos seus discípulos para que "vão e preguem a todas as criaturas", mas sua missão sagrada se depara com ódio e até mesmo a morte; Paulo tem uma visão e passa por uma mudança milagrosa de fé em uma jornada a Damasco; João Batista tem uma revelação - Jesus voltará, e todos os que mantiverem a fé serão recompensados.

Pedro renuncia Jesus e Judas se enforca; a multidão implora a morte de Jesus; Jesus é crucificado, mas quando Maria Madalena chega em seu túmulo, uma figura se aproxima dela - ele voltou; Jesus ordena aos seus discípulos para que "vão e preguem a todas as criaturas", mas sua missão sagrada se depara com ódio e até mesmo a morte; Paulo tem uma visão e passa por uma mudança milagrosa de fé em uma jornada a Damasco; João Batista tem uma revelação - Jesus voltará, e todos os que mantiverem a fé serão recompensados.

A MISSÃO

Jesus alimenta as multidões na Galileia e ressuscita um homem morto, Lázaro; Jesus entra em Jerusalém em uma mula - uma declaração que ele é o Messias; Jesus se pronuncia contra os agiotas no Templo; Caifás convence Judas a trair Jesus; Jesus causa um tumulto entre os seus discípulos na Santa Ceia; Jesus é preso e condenado à morte enquanto os discípulos se dispersam.

Jesus alimenta as multidões na Galileia e ressuscita um homem morto, Lázaro; Jesus entra em Jerusalém em uma mula - uma declaração que ele é o Messias; Jesus se pronuncia contra os agiotas no Templo; Caifás convence Judas a trair Jesus; Jesus causa um tumulto entre os seus discípulos na Santa Ceia; Jesus é preso e condenado à morte enquanto os discípulos se dispersam.

SOBREVIVÊNCIA E ESPERANÇA

Os judeus foram escravizados na Babilônia; Daniel é jogado na cova dos leões, mas quando sua fé persiste e Deus o poupa, os judeus podem voltar a Jerusalém; o anjo Gabriel diz à Maria que vai ter um filho; José leva Maria até Belém para a contagem das pessoas, onde Jesus nasce; a Sagrada Família escapa a ordem de Herodes para matar os meninos em Belém; a Judeia fica sujeita ao governo maldoso de Pilatos; João Batista batiza Jesus, que agora está pronto para dar início à sua missão - e à sua revolução.

Os judeus foram escravizados na Babilônia; Daniel é jogado na cova dos leões, mas quando sua fé persiste e Deus o poupa, os judeus podem voltar a Jerusalém; o anjo Gabriel diz à Maria que vai ter um filho; José leva Maria até Belém para a contagem das pessoas, onde Jesus nasce; a Sagrada Família escapa a ordem de Herodes para matar os meninos em Belém; a Judeia fica sujeita ao governo maldoso de Pilatos; João Batista batiza Jesus, que agora está pronto para dar início à sua missão - e à sua revolução.