Todos os horários
18.May.1980

Ian Curtis se suicida

Na noite de 18 de maio de 1980, Ian Curtis, vocalista e compositor da banda inglesa Joy Division, enforca-se na cozinha de sua residência, em Manchester. Ele tinha apenas 23 anos.

O Joy Division foi uma das quatro bandas mais importantes do pós-punk britânico, cujas origens estão ligadas ao show lendário dos Sex Pistols no Lesser Free Trade Hall em Manchester, em junho de 1976. Assim como os membros fundadores dos Buzzcocks, dos Smiths e do The Fall, os mancunianos Bernard Sumner e Peter Hook decidiram, imediatamente após o concerto, formar um grupo. E embora a filosofia do “Faça Você Mesmo” dos Sex Pistols tenha lhes dado a coragem de se autodenominarem uma banda sem nem mesmo conseguirem tocar direito seus instrumentos recém-comprados, eles se tornaram um dos primeiros grupos inspirados pelo punk a abandonar a sonoridade do punk. O passo crucial nesse sentido foi a escolha de Ian Curtis dentre os candidatos surgidos a partir do aviso “Procuramos Vocalista” que eles colocaram em uma loja de discos local. Curtis era mais aspirante à poeta que à rock star, e suas letras sombrias e expressivas iriam aos poucos afastar a sonoridade da banda da raiva e da violência do punk e aproximá-la de algo muito mais melancólico e econômico.

O estilo desenvolvido pelo Joy Division entre 1977 e 1979 incluiu a adição do sintetizador – uma violação absoluta à estética lo-fi do punk, mas foi uma escolha que marcou o início daquilo que viria a ser chamado de New Wave. O disco “Unknown Pleasures”, de 1979, o álbum seguinte, “Closer”, e o single “Love Will Tear Us Apart” transformaram o Joy Divison em um culto no Reino Unido, e a dança hipnotizante de Ian Curtis no palco em um símbolo do pós-punk.  

Embora ele tenha escondido sua doença de seus companheiros de banda até sofrer uma crise aguda na van da turnê após um show em Londres, em 1978, Ian era epiléptico. Algumas pessoas acreditam que a depressão por causa de sua doença ou os efeitos colaterais dos remédios que ele tomava levaram Ian ao suicídio. Mas há muitos outros fatores que podem ter desempenhado um papel importante nisso, como o uso de drogas e a tensão no seu casamento, provocada pelo seu romance com uma jornalista belga. Quaisquer sejam as razões, Ian Curtis tirou sua vida apenas dois dias antes do início de uma turnê nos EUA, que seria, potencialmente, uma guinada na carreira da banda. Dois meses depois do suicídio de Ian, em 18 de maio de 1980, os integrantes sobreviventes do Joy Division cumpriram uma promessa que fizeram para eles mesmos de mudar o nome do grupo e continuar, ao longo dos anos 80, como New Order.

 


Imagem: Patrick Pearse [CC BY 2.0], via Wikimedia Commons

11.Nov.1976

Lançado o álbum "Rock and Roll Over", da banda Kiss

No dia 11 de novembro de 1976, era lançado "Rock and Roll Over", o quinto álbum da banda norte-americana Kiss. O disco veio com a ousada missão de suceder o clássico "Destroyer". Lançado no auge do Kiss, o disco é citado como uma aula de hard rock e também se tornou um clássico.

Suas letras falam de sexo e amor, com destaques para "I Want You", "Take Me", "Makin' Love" e "Hard Luck Woman", que foi escrita por Paul Stanley (guitarra rítmica, backing vocal e voz) para ser produzida por Rod Stewart, que não se interessou na época. A música se tornou um dos grandes sucessos da banda. 

Uma curiosidade é que a gravação da bateria foi feita dentro de um banheiro do Star Theatre para assim "ter um som adequado", segundo Peter Criss. Outro detalhe é que o artista Michel Doret assina a capa do disco. Mais tarde, ele também seria o autor da capa de Sonic Boom, em 2009.

 


Imagem: Wok [CC BY 2.0], via Wikimedia Commons

12.Jul.1962

Rolling Stones fazem seu primeiro show ao vivo

Umas das mais influentes bandas de rock de todos os tempos fazia sua primeira apresentação ao vivo no dia 12 de julho de 1962. Naquela época, os jovens Mick Jagger, Keith Richards e Brian Jones fizeram o seu primeiro show no Marquee Club, em Londres, e sequer imaginavam o caminho que teriam pela frente. O Marquee era o principal ponto do Rythim and Blues da Inglaterra, onde tocavam músicos e bandas como Cyril Davies, Manfred Mann, e Bluesbrakers de John Mayall, que dividiu o palco com os Stones.

Naquela noite de verão em 1962, os Rolling Stones tinham Jagger nos vocais, os guitarristas Brian Jones e Keith Richards, o pianista Ian Stewart e o baixista Dick Taylor. O baterista que tocou é tema de debate; alguns fãs alegam que era o baterista do começo, Tony Chapman, mas Richards insistiu em seu livro de memórias que era o amigo Mick Avory.

Os Stones conseguiram o seu show quando Alexis Korner Blues Incorporated foram convidados para tocar uma transmissão ao vivo da BBC. Jagger não participou na transmissão, e Jones convenceu o dono do Marquee para deixar o seu novo grupo se apresentar no lugar. Quando Jones foi perguntado sobre o nome da banda, diz a famosa história que seus foram direto para a primeira música do LP nas proximidades: The Best of Muddy Waters: "Rollin'Stone”.

O que se pode dizer é que nesta longa caminhada de sucesso dos Stones, foram mais de 400 canções, duas dezenas de álbuns de estúdio, turnês gigantescas, tumultos e inúmeras brigas públicas, porém eles parecem perigosos e no comandando como sempre, ainda capazes de dar a multidões mais satisfação do que qualquer banda 50 anos mais jovem.

 


Imagem: London Records [Domínio público], via Wikimedia Commons

25.Jul.1980

AC/DC lança o álbum clássico Back in Black

Considerado o álbum de rock mais vendido dos últimos tempo, o clássico disco “Back in Black” foi lançado em 25 de julho de 1980 pela banda australiana AC/DC. Foi o sétimo trabalho do grupo, que conquistou sucesso de vendas imediato e vendeu mais de 51 milhões de cópias em todo o mundo.

Um dos sucessos do disco foi a música "You Shook Me All Night Long", que entrou para o TOP 40 das paradas de sucesso dos Estados Unidos. “Hell Bells” e “Black in Black”, que dá nome do disco, foram outros hits do disco.

Chamados de "deuses" do rock, a partir daí, a banda entrou para o sucesso internacional de vez e marcou sua influência, especialmente, no heavy metal. 

O disco veio após o AC/DC sofrer com a morte do vocalista Bon Scott, no dia 19 de fevereiro de 1980, engasgado pelo próprio vômito depois de beber demais. Brian Johnson entrou no seu lugar para se unir ao grupo formado em 1973 pelos irmãos Malcolm e Angus Young.

 


Imagem: MATT BECKER/www.melodicrockconcerts.com [CC BY-SA 3.0], via Wikimedia Commons

07.Jun.1963

Rolling Stones lança "Come On", primeiro single da banda

O primeiro single da lendária banda Rolling Stones era lançado no dia 7 de junho de 1963. "Come On", uma música composta e gravada por Chuck Berry, em 1961, foi regravada pela banda inglesa e, na voz de Mick Jagger, chegou ao 21o. lugar nas paradas britânicas. No lado B do álbum dos Stones foi gravado outro cover, "I Want to Be Loved", de Willie Dixon.

Everything is wrong since I last saw you, baby
I really wanna see you and I don't mean maybe
I'm doin' ev'rything try'n' to make you see
That I belong to you, hon, and you belong to me

"Come On" foi lançada em várias coletânias posteriormente: More Hot Rocks (Big Hits & Fazed Cookies) (1972), Singles Collection: The London Years (1989), Singles 1963-1965 (2004), Rolled Gold+: The Very Best of the Rolling Stones (2007) and GRRR! (2012).

No dia 6 de junho de 2013, Mick Jagger tocou a música em um festival em Toronto, no Canadá, em homenagem aos seus 50 anos, em meio à turnê das cinco décadas de atividade dos Rolling Stones. O líder da banda tocou alguns trechos da música, com Charlie Watts ditando o ritmo na bateria. Era a primeira vez que a música era tocada a todo o vapor em um show dos Rolling Stones desde 1965.

 


Imagem: Jim Summaria [CC BY-SA 3.0], Wikimedia Commons

23.May.1969

The Who lançada Tommy, a primeira ópera rock

No dia 23 de maio de 1969, o The Who lançou Tommy, o quarto álbum duplo de estúdio do grupo e o primeiro trabalho musical classificado como uma ópera rock. A ópera foi composta por Pete Townshend (guitarrista), com duas faixas de John Entwistle (baixista). Um blues de Sonny Boy Williamson II também foi incluído. O álbum é considerado um verdadeiro marco na história do rock e dos músicais.

O disco foi um sucesso e, em 1975, transformado em filme. O elenco é estelar, com a participação de Elton John, Tina Tunner, Eric Clampton, Oliver Reed e Jack Nicholson, além dos integrantes do The Who.

Tommy é a biografia fictícia de Tommy Walker, um menino traumatizado pelo testemunho do assassinato do seu pai pelo amante da mãe. Como resultado, Tommy se torna cego, surdo e mudo, mas, curiosamente vira campeão de…. Pinball!. Ele vive em seu próprio mundo e tem a infância marcada por um péssimo ambiente familiar. O menino, um dia, é curado por um médico, mas, ao que tudo indica, isso poderá não durar muito. No meio desta história, há muita crítica social e doses extras de psicodelia.

 


Imagem: Jim Summaria [CC BY-SA 3.0], Wikimedia Commons

12.Abr.1983

R.E.M lança seu álbum de estreia, Murmur

Murmur foi o primeiro álbum de estúdio da banda de rock alternativo norte-americana R.E.M, lançado no dia 12 de abril de 1983 pela I.R.S. Records. Murmur foi aclamado pela crítica em seu lançamento por sua música, pelas letras enigmáticas do cantor Michael Stipe, pelo estilo jangle-pop do guitarrista Peter Buck e pelos baixos melódicos de Mike Mills.

Murmur ficou marcado pelo lado introvertido e mais tranquilo da primeira leva do rock alternativo dos EUA. O som era novo na época, apesar de não ter avançado além das construções do rock tradicional.O álbum chegou ao posto 36 das paradas da Billboard. Apesar da boa recepção da crítica, o disco, até o final de 1983 havia, vendido em torno de 200 mil cópias, considerado um número abaixo das expectativas da gravadora.

08.Abr.1977

Banda punk rock britânica The Clash lança seu primeiro álbum

The Clash, o primeiro álbum de estúdio do grupo de punk rock britânico de mesmo nome, era lançado no dia 8 de abril de 1977. Entre as faixas do disco, pode-se destacar "Janie Jones", assim chamada por causa de um conhecido “leão de chácara” de um famoso bordel em Londres, dos anos 70; "Remote Control", foi escrita por Mick Jones após o Anarchy Tour, com críticas ao cancelamento de shows, à polícia, às grandes empresas e, especialmente, às gravadoras; além de "White Riot”, que foi o single de estreia do The Clash. A canção é curta e intensa, ao estilo punk de dois acordes rápidos. A letra é sobre classes econômicas e raças.

A formação mais conhecida do Clash é Joe Strummer (vocais, guitarra), Mick Jones (guitarra, vocal), Paul Simonon (baixo, vocal) e Nicky "Topper" Headon (bateria, percussão). Headon deixou o grupo em 1982 e um atrito interno fez com que Jones saísse do grupo no ano seguinte. A banda prosseguiu com novos membros, mas se desfez no início de 1986.

 

Imagem: Helge Øverås [CC BY 2.5], via Wikimedia Commons

24.Mar.1973

Lançado o álbum The Dark Side of the Moon, do Pink Floyd

Considerado um dos mais importantes álbuns do rock, The Dark Side of the Moon, do grupo britânico Pink Floyd, era lançado no dia 24 de março de 1973. O trabalho, o oitavo disco do grupo, foi um sucesso imediato de crítica e de público. The Dark Side of the Moon marca ainda uma nova fase do Pink Floyd, com letras intimistas e o emprego de efeitos sonoros complexos para a época, como o uso de múltiplos relógios tocando ao mesmo tempo e caixas registradoras para a clássica Money.

No álbum há referências à cobiça, doença mental e envelhecimento, inspirados pela saída de Syd Barrett, que deixou o grupo em 1968 por causa de sua saúde mental. O disco foi gravado entre 1972 e 1973, no Abbey Road Studios, em Londres, e teve como produtor Alan Parsons.

A emblemática capa, com um prisma atingido por um feixe de luz transformado em arco-íris, foi criada para refletir um trabalho "simples e marcante. Em 2003, a revista especializada Rolling Stone colocou The Dark Side Of The Moon no segundo lugar da lista dos 200 álbuns definitivos no Rock and Roll Hall of Fame.

 


Imagem: Storm Thorgerson/George Hardy (Hipgnosis), via Wikimedia Commons

14.Ene.1995

Último show da banda Legião Urbana, que marcou época no Brasil

A banda Legião Urbana, considerada porta-voz de toda uma geração de jovens brasileiros, fez sua última apresentação no dia 14 de janeiro d 1995, em Santos, litoral do estado de São Paulo. Neste mesmo ano, todos os discos de estúdio do grupo, até 1993, foram remasterizados no aclamado estúdio Abbey Road, em Londres. Os álbuns foram lançados em uma lata, chamada "Por Enquanto 1984-1995". O disco A Tempestade ou O Livro dos Dias, lançado em 20 de setembro de 1996, foi o último do grupo com Renato Russo ainda vivo.

A banda declarou o fim oficial em 22 de outubro de 1996, onze dias após a morte do líder e vocalista Renato Russo.

 


Imagem: Foto Divulgação [CC BY 3.0 br], via Wikimedia Commons