Todos os horários
18.Sep.1970

Black Sabbath lança o álbum Paranoid

O grupo inglês Black Sabbath lançava no dia 18 de setembro de 1970 o seu segundo álbum de estúdio, Paranoid, considerado por muitos especialistas um verdadeiro marco na história do rock e do heavy metal. Paranoid foi o único álbum do grupo a alcançar o top das paradas inglesas até o o lançamento de "13", em 2013. O segundo álbum contém algumas das músicas mais significativas do Black Sabbath como "Iron Man", "War Pigs" e "Paranoid", a faixa-título.

O álbum recebeu, originalmente, o título de "War Pigs", mas a gravadora decidiu mudar o nome por possíveis controvérsias que isso poderia gerar na época por causa da Guerra do Vietnã. A banda ficou surpresa pela escolha de "Paranoid" como faixa-título, já que a música foi composta rapidamente. Apesar disso, todos os integrantes sabiam que canção teria um grande potencial para cativar o público. E foi isso o que aconteceu: mesmo décadas após o lançamento inicial de Paranoid, o álbum é considerado o melhor disco do Black Sabbath e até o melhor álbum de heavy metal de todos os tempos. 

No começo dos anos 70, o disco também provocou polêmica. Um enfermeira norte-americana cometeu suicídio, e o disco Paranoid foi encontrado no seu toca-discos. Na época, chegou-se a cogitar nas investigações que o álbum - de letras pesadas e agressivas - poderia ter influenciado na sua decisão, mas, no final, ficou decidido que o Black Sabbath não tinha culpa pela morte da mulher.

O grupo inglês Black Sabbath lançava no dia 18 de setembro de 1970 o seu segundo álbum de estúdio, Paranoid, considerado por muitos especialistas um verdadeiro marco na história do rock e do heavy metal. Paranoid foi o único álbum do grupo a alcançar o top das paradas inglesas até o o lançamento de "13", em 2013. O segundo álbum contém algumas das músicas mais significativas do Black Sabbath como "Iron Man", "War Pigs" e "Paranoid", a faixa-título.

O álbum recebeu, originalmente, o título de "War Pigs", mas a gravadora decidiu mudar o nome por possíveis controvérsias que isso poderia gerar na época por causa da Guerra do Vietnã. A banda ficou surpresa pela escolha de "Paranoid" como faixa-título, já que a música foi composta rapidamente. Apesar disso, todos os integrantes sabiam que canção teria um grande potencial para cativar o público. E foi isso o que aconteceu: mesmo décadas após o lançamento inicial de Paranoid, o álbum é considerado o melhor disco do Black Sabbath e até o melhor álbum de heavy metal de todos os tempos. 

No começo dos anos 70, o disco também provocou polêmica. Um enfermeira norte-americana cometeu suicídio, e o disco Paranoid foi encontrado no seu toca-discos. Na época, chegou-se a cogitar nas investigações que o álbum - de letras pesadas e agressivas - poderia ter influenciado na sua decisão, mas, no final, ficou decidido que o Black Sabbath não tinha culpa pela morte da mulher.

O grupo inglês Black Sabbath lançava no dia 18 de setembro de 1970 o seu segundo álbum de estúdio, Paranoid, considerado por muitos especialistas um verdadeiro marco na história do rock e do heavy metal. Paranoid foi o único álbum do grupo a alcançar o top das paradas inglesas até o o lançamento de "13", em 2013. O segundo álbum contém algumas das músicas mais significativas do Black Sabbath como "Iron Man", "War Pigs" e "Paranoid", a faixa-título.

O álbum recebeu, originalmente, o título de "War Pigs", mas a gravadora decidiu mudar o nome por possíveis controvérsias que isso poderia gerar na época por causa da Guerra do Vietnã. A banda ficou surpresa pela escolha de "Paranoid" como faixa-título, já que a música foi composta rapidamente. Apesar disso, todos os integrantes sabiam que canção teria um grande potencial para cativar o público. E foi isso o que aconteceu: mesmo décadas após o lançamento inicial de Paranoid, o álbum é considerado o melhor disco do Black Sabbath e até o melhor álbum de heavy metal de todos os tempos. 

No começo dos anos 70, o disco também provocou polêmica. Um enfermeira norte-americana cometeu suicídio, e o disco Paranoid foi encontrado no seu toca-discos. Na época, chegou-se a cogitar nas investigações que o álbum - de letras pesadas e agressivas - poderia ter influenciado na sua decisão, mas, no final, ficou decidido que o Black Sabbath não tinha culpa pela morte da mulher.

 


Imagem: [Fair use], via Wikimedia Commons

21.Jul.1987

Guns N' Roses lança álbum de estreia Appetite for Destruction

Um dos grupos mais famosos do hard rock nas últimas décadas, o Guns N' Roses, lançava no dia 21 de julho de 1987 o seu álbum de estreia, Appetite for Destruction, pela Geffen Records. O trabalho foi bem recebido pelo público e pela crítica, chegando ao topo das parada Billboard 200. Mais de 20 anos depois, em setembro de 2008, o álbum recebido 18 vezes o disco de platina pela RIAA (Associação da Indústria de Gravadoras dos EUA), tornando o disco o mais vendido da Geffen e o álbum de estreia norte-americano de maior sucesso de vendas.

A capa do álbum é uma cruz, com crânios dos cinco membros da banda (projetado por Billy White Jr., originalmente como uma tatuagem), cada uma representando um membro da banda: Izzy Stradlin (guitarra), parte superior; Steven Adler (bateria), esquerda; Axl Rose (vocal), centro; Duff McKagan (baixo), direito; e Slash (guitarra), inferior. A capa original deveria ser uma pintura de Robert Williams, em que havia um estuprador robótico prestes a ser punido por um vingador de metal. A capa foi trocada para a versão da cruz depois que varejistas de música se recusaram a estocar o álbum. Porém, em alguns países, entre eles o Brasil, o trabalho original foi mantido.

Após este álbum, o Guns conquistou sucesso e fama mundial de verdadeiros rock stars com trabalhos como Use Your Illusion I e Use Your Illusion II, além de performances avassaladoras de Axl Rose. Conflitos e desentendimentos fizeram com que membros abandonassem o grupo, restando apenas Axl, que ficou conhecido por seu temperamento difícil.

 


Imagem: Delusion23 [CC BY-SA 3.0], via Wikimedia Commons

25.Jul.1980

AC/DC lança o álbum clássico Back in Black

Considerado o álbum de rock mais vendido dos últimos tempo, o clássico disco “Back in Black” foi lançado em 25 de julho de 1980 pela banda australiana AC/DC. Foi o sétimo trabalho do grupo, que conquistou sucesso de vendas imediato e vendeu mais de 51 milhões de cópias em todo o mundo.

Um dos sucessos do disco foi a música "You Shook Me All Night Long", que entrou para o TOP 40 das paradas de sucesso dos Estados Unidos. “Hell Bells” e “Black in Black”, que dá nome do disco, foram outros hits do disco.

Chamados de "deuses" do rock, a partir daí, a banda entrou para o sucesso internacional de vez e marcou sua influência, especialmente, no heavy metal. 

O disco veio após o AC/DC sofrer com a morte do vocalista Bon Scott, no dia 19 de fevereiro de 1980, engasgado pelo próprio vômito depois de beber demais. Brian Johnson entrou no seu lugar para se unir ao grupo formado em 1973 pelos irmãos Malcolm e Angus Young.

 


Imagem: MATT BECKER/www.melodicrockconcerts.com [CC BY-SA 3.0], via Wikimedia Commons

13.Jun.1995

Lançado o álbum Jagged Little Pill, da cantora Alanis Morissette

No dia 13 de junho de 1995, o mundo conhecia uma das vozes mais influentes da música pop com o lançamento do álbum Jagged Little Pill, da cantora canadense Alanis Morissette. Com faixas como “You Oughta Know”, “Hand in My Pocket” e “Ironic” e lançado pela Maverick Records, “Jagged Little Pill” ficou 12 semanas não consecutivas em primeiro lugar no Billboard 200, nos Estados Unidos, e recebeu seis indicações ao Grammy Awards. Na sua época de lançamento, tornou-se o álbum de estreia mais vendido pelo globo com mais de 33 milhões de exemplares comercializados internacionalmente. Também está na lista dos 200 álbuns definitivos no Rock and Roll Hall of Fame.

Antes de “Jagged Little Pill”, Alanis já tinha lançado dois álbuns em seu país natal, ainda na adolescência: “Alanis” e “Now Is the Time”, pela gravadora MCA Records Canadá. A Maverick Records não tinha muitas expectativas quando lançou Jagged Little Pill. O álbum estreou em #118 no Billboard 200 dos Estados Unidos. “You Oughta Know” foi o primeiro single a tocar nas rádios norte-americanas e a canção ganhou ainda mais atenção após ter o videoclipe lançado na MTV. Seu maior hit, “Ironic”, atingiu o pico de #4.

O projeto de vídeo “Jagged Little Pill, Live”, com shows da primeira turnê mundial da cantora, ganhou o Grammy de 1998 na categoria Melhor Videoclipe em Formato Longo. Em 2005, Alanis regravou o álbum no formato acústico, em comemoração aos dez anos de seu lançamento, e o resultado também foi um sucesso de crítica e de vendas.

 


Imagem: livepict.com [CC BY-SA 3.0], via Wikimedia Commons

 

15.Jun.1989

Lançado Bleach, álbum de estreia do Nirvana

Um dos mais importantes grupos de rock dos últimos tempos, o Nirvana, lançou o seu álbum de estreia no dia 15 de junho de 1989. Bleach foi gravado pelo selo independente Sub Pop, em Seattle, Washington, entre os meses de dezembro de 1988 e janeiro do ano seguinte. O vocalista da banda, Kurt Cobain foi o compositor de quase todas as 11 faixas do disco. Ele só não escreveu "Love Buzz", de Robbie van Leeuwen, um cover da banda Shocking Blue. Entre as músicas mais conhecidas do disco estão “About a Girl” e “Blew”.

Mais tarde, durante entrevistas, Kurt Cobain disse que se sentiu pressionado para compor Bleach, pois a gravadora queria algo que se enquadrasse no estilo musical do grunge. Cobain revelou que escreveu boa parte das músicas na noite anterior e algumas no caminho para o estúdio. Para ele, as letras não eram o mais importante. O álbum acabou com um tom negativo e sombrio, e foi bem aceito pela crítica especializada.

As gravações foram financiadas por Jason Everman, que apareceu nos créditos como guitarrista, apesar de não ter tocado nenhuma música. Além de Cobain no vocal e na guitarra, o álbum contou com Jason Everman (guitarra), Krist Novoselic (baixo), Chad Channing (bateria) e Dale Crover (bateria, em apenas três músicas). A foto da capa foi tirada pela ex-namorada de Cobain, Tracy Marander.

Inicialmente, o álbum seria chamado Too Many Humans. Seu nome mudou após Cobain ver um cartaz de prevenção da Aids que informava que os viciados em heroína deveriam "branquear" as suas agulhas antes de usá-las. O slogan era "Bleach Your Works".

 


Imagem: Kigsz [Domínio público], via Wikimedia Commons

23.May.1969

The Who lançada Tommy, a primeira ópera rock

No dia 23 de maio de 1969, o The Who lançou Tommy, o quarto álbum duplo de estúdio do grupo e o primeiro trabalho musical classificado como uma ópera rock. A ópera foi composta por Pete Townshend (guitarrista), com duas faixas de John Entwistle (baixista). Um blues de Sonny Boy Williamson II também foi incluído. O álbum é considerado um verdadeiro marco na história do rock e dos músicais.

O disco foi um sucesso e, em 1975, transformado em filme. O elenco é estelar, com a participação de Elton John, Tina Tunner, Eric Clampton, Oliver Reed e Jack Nicholson, além dos integrantes do The Who.

Tommy é a biografia fictícia de Tommy Walker, um menino traumatizado pelo testemunho do assassinato do seu pai pelo amante da mãe. Como resultado, Tommy se torna cego, surdo e mudo, mas, curiosamente vira campeão de…. Pinball!. Ele vive em seu próprio mundo e tem a infância marcada por um péssimo ambiente familiar. O menino, um dia, é curado por um médico, mas, ao que tudo indica, isso poderá não durar muito. No meio desta história, há muita crítica social e doses extras de psicodelia.

 


Imagem: Jim Summaria [CC BY-SA 3.0], Wikimedia Commons

12.Abr.1983

R.E.M lança seu álbum de estreia, Murmur

Murmur foi o primeiro álbum de estúdio da banda de rock alternativo norte-americana R.E.M, lançado no dia 12 de abril de 1983 pela I.R.S. Records. Murmur foi aclamado pela crítica em seu lançamento por sua música, pelas letras enigmáticas do cantor Michael Stipe, pelo estilo jangle-pop do guitarrista Peter Buck e pelos baixos melódicos de Mike Mills.

Murmur ficou marcado pelo lado introvertido e mais tranquilo da primeira leva do rock alternativo dos EUA. O som era novo na época, apesar de não ter avançado além das construções do rock tradicional.O álbum chegou ao posto 36 das paradas da Billboard. Apesar da boa recepção da crítica, o disco, até o final de 1983 havia, vendido em torno de 200 mil cópias, considerado um número abaixo das expectativas da gravadora.

24.Mar.1973

Lançado o álbum The Dark Side of the Moon, do Pink Floyd

Considerado um dos mais importantes álbuns do rock, The Dark Side of the Moon, do grupo britânico Pink Floyd, era lançado no dia 24 de março de 1973. O trabalho, o oitavo disco do grupo, foi um sucesso imediato de crítica e de público. The Dark Side of the Moon marca ainda uma nova fase do Pink Floyd, com letras intimistas e o emprego de efeitos sonoros complexos para a época, como o uso de múltiplos relógios tocando ao mesmo tempo e caixas registradoras para a clássica Money.

No álbum há referências à cobiça, doença mental e envelhecimento, inspirados pela saída de Syd Barrett, que deixou o grupo em 1968 por causa de sua saúde mental. O disco foi gravado entre 1972 e 1973, no Abbey Road Studios, em Londres, e teve como produtor Alan Parsons.

A emblemática capa, com um prisma atingido por um feixe de luz transformado em arco-íris, foi criada para refletir um trabalho "simples e marcante. Em 2003, a revista especializada Rolling Stone colocou The Dark Side Of The Moon no segundo lugar da lista dos 200 álbuns definitivos no Rock and Roll Hall of Fame.

 


Imagem: Storm Thorgerson/George Hardy (Hipgnosis), via Wikimedia Commons

05.Jul.1996

Lançado o álbum Da Lata, de Fernanda Abreu

No dia 5 de julho de 1996, a cantora e compositora Fernanda Abreu lançava o álbum Da Lata, trabalho que conquistou grande sucesso de público e que se tornou um dos sucessos do verão que se seguiu. Neste álbum, cheio de balanços do funk, rap, hip-hop, Fernandinha Abreu lançou músicas de sucessos como  "Veneno da Lata" (com Will Mowat), "Garota Sangue Bom" (com F. Fawcett) e "Brasil É o País do Suíngue" (com F. Fawcett/ Laufer/ Hermano Vianna).

Seu terceiro álbum solo recebeu este nome por conta da expressão “da lata”, que surgiu a partir de 1987, quando tripulantes de um navio estrangeiro despejaram no litoral do Rio de Janeiro 22 toneladas de maconha dentro de latas, temendo uma ação da polícia. As latas, hermeticamente fechadas, foram coletadas por pessoas nas praias da costa brasileira, e, de acordo com os testemunhos, a maconha era de excelente qualidade. O fato deu origem à gíria carioca “da lata”, ou seja, algo que é bom. Ao mesmo tempo, a lata é um material barato, que serve de contraponto para Fernanda diante da pobreza do Brasil.

Fernanda Abreu nasceu no dia 8 de setembro de 1961, no Rio de Janeiro. Ela ficou conhecida nacionalmente e, principalmente, pela canção Rio 40 Graus, uma composição sua em parceria com Fausto Fawcett e Laufer. A cantora iniciou a vida musical como vocal da banda Blitz, com Evandro Mesquita, nos anos 80. Depois, deu início à carreira solo, influenciada pelo sambalanço, disco, rap e funk.

 


 

PARA LER OUVINDO

Veneno da lata by Fernanda Abreu on Grooveshark

Música: Veneno da Lata
Artista: Fernanda Abreu
Album: Da lata

Rio de Janeiro
Cidade maravilhosa
A lata
No fundo da madrugada
No silêncio na calada
De repente foi chutada
Na batida
Começou e batucada
Bate bate bate na lata
É lata da bateria

Mil novecentos e noventa e cinco 
Sete e meia da manhã
Tá na hora de descer pra trabalhar
Tá na hora de descer pra ter
O que ganhar

Mil novecentos e noventa e cinco
Dez e vinte eu vou pra lá
(tá marcado pra chegar)
Ouviu dizer, ouviu falar
Não sabe bem, deixa pra lá
Dez e vinte eu vou chegar
Pra ver o que há

Suingue-balanço-funk
É o novo som na praça
Batuque-samba-funk
É veneno da lata (vamo bate lata)

Meio dia e quinze, eu nem acordei
Já vou ter que almoçar
(tá marcado pra chegar)
Não escuto o que eles dizem 
Não escuto o que eles falam

Não falo igual não digo amém
Tem que falar com o Jê
Temque falar com o Zé
É batumaré

Seis e meia tô parado
Pôr-do-sol abotoado
Na lagoa, no aterro
Tô parado
Voluntários, São Clemente
Tô parado
No rebouças, túnel, velho
Tô parado pra ver

Swing-balanço-funk
É o novo som na praça
Batuque-samba-funk
É veneno da lata (vamo batê lata)

Depois mais tarde, já de noite
Tudo em cima, já no clima
Vou correndo te encontrar
(tá marcado pra chegar) 
Vou te buscar, vou te pegar
Vou te apanhar pra te mostrar
Pra ver o que há
Pra ver o que há

É só subir sem se cansar
Depois descer pra trabalhar
Sete e meia, meio dia
Seis e meia, dez e vinte
Dez e vinte eu vou chegar pra te pegar
Pra ver o que há
Pra ver o que há

Suíngue-balanço-funk
É o novo som na praça
Batuque-samba-funk
É veneno da lata (vamo batê lata)

Imagem: Eduardo de São Paulo [Attribution 2.0 Generic], via Wikimedia Commons

01.Nov.1994

Lançado o álbum Acústico MTV do Nirvana

No dia 1o. de novembro de 1994 era lançado o álbum Acústico MTV (ou MTV Unplugged in New York), um trabalho ao vivo da banda grunge norte-americana Nirvana. As gravações foram realizadas no estúdio da Sony em Nova York, em 18 de novembro de 1994, para o show do Acústico, exibido pela primeira vez na rede de televisão a cabo MTV em 16 de dezembro de 1993.

Ao contrário do tradicional, o Nirvana tocou um setlist composto por versões pouco conhecidas do seu repertório e também com “covers” de canções do The Vaselines, David Bowie, Meat Puppets (que teve a presença de alguns membros no palco) e Lead Belly.

O Acústico MTV foi o primeiro álbum do Nirvana lançado após a morte de Kurt Cobain. O disco estreou como número um na Billboard 200, e se tornou o lançamento póstumo de maior sucesso do grupo, recebendo cinco vezes o disco de platina nos Estados Unidos em 1997. O álbum também ganhou o Grammy de Melhor Álbum de Música Alternativa em 1996. O DVD foi lançado em 2007.

 


Imagem: P.B. Rage [CC BY-SA 2.0], via Wikimedia Commons