REIS E RAINHAS

Rainha Elizabeth II

Rainha Elizabeth II nasceu Elizabeth Alexandra Mary em 21 de abril de 1926, em Londres, filha do Príncipe Albert, Duque de York (e mais tarde Rei George VI) e Elizabeth Bowes-Lyon. Ela se casou com Philip Mountbatten, Duque de Edimburgo, em 1947, e se tornou rainha em 6 de fevereiro de 1952, sendo coroada em 2 de junho de 1953. Durante seu reinado, ela tem tentado fazer a monarquia britânica mais moderna e conectada ao público.


Primeiros anos

Os pais de Elizabeth, o Duque e a Duquesa de York, dividiam seu tempo entre suas casas em Londres e Royal Lodge, em Windsor. Elizabeth e sua irmã mais nova Margaret foram educadas em casa por tutores.

Em 1936, a vida de Elizabeth mudou, com a morte de seu avô, Rei George V. Seu tio se tornou o Rei Edward VIII, mas estava apaixonado por uma americana divorciada, Wallis Simpson. Ele precisou então escolher entre a coroa e seu coração. Optando por Wallis, o pai de Elizabeth, Príncipe Albert, tornou-se o Rei George VI.


Primeiras aparições públicas

Somos moderados e nos confortamos mais com a prática do que com a teoria.

Durante a Segunda Guerra Mundial, Elizabeth e Margaret ficavam bastante tempo fora de Londres, no castelo de Windsor. De lá, ela fez uma de suas transmissões de rádio mais famosas, acalmando as crianças que tinham sido evacuadas de suas casas. Na época com 14 anos de idade, a Princesa Elizabeth disse a elas que tudo ficaria bem e que todas estavam sendo cuidadas por Deus.

Elizabeth foi nomeada coronel-em-chefe das Grenadier Guards e fez sua primeira aparição pública inspecionando as tropas em 1942. Ela também começou a acompanhar seus pais em visitas oficiais pela Grã-Bretanha.

Em 1945, ela foi treinada junto com outras mulheres para ser uma excelente motorista e mecânica, auxiliando nos esforços da Guerra. Seu trabalho voluntário durou apenas alguns meses, mas ofereceu a ela um novo ponto de vista, de um mundo fora da realeza. 


Casamento e coroação

Elizabeth conheceu Philip Mountbatten, filho do Príncipe Andrew da Grécia, quando tinha apenas 13 anos. Primos distantes, eles se apaixonaram. Na época do seu casamento, em 1947, a Grã-Bretanha ainda estava se recuperando da Segunda Guerra Mundial. No ano seguinte, nasceu Charles e, em 1950, Anne.

Em 6 de fevereiro de 1952, o Rei George VI morreu, e Elizabeth assumiu a responsabilidade da coroa. Na época da morte do pai, Elizabeth e o marido estavam no Quênia. Sua coroação oficial aconteceu em junho de 1953, na Abadia de Westminster e, pela primeira vez, uma celebração deste tipo foi acompanhada pela televisão.

Na sua nova posição, a Rainha Elizabeth II tinha novos deveres políticos, reunindo-se semanalmente com o primeiro-ministro, começando com Winston Churchill e seguindo a rotina com todos os outros que vieram depois.

O vasto reinado da Rainha Elizabeth tem sido marcado por muitas mudanças na vida da população, em como a Grã-Bretanha é vista no exterior e como a monarquia é retratada.

Quando Elizabeth se tornou rainha, a Grã-Bretanha ainda tinha um império substancial, mas entre as décadas de 1950 e 1960, muitas colonias inglesas conquistaram independência. A Rainha Elizabeth se uniu à Comunidade das Nações e viajou muito para representar o país no resto do mundo.


Uma mãe real

Eu declaro diante de vocês que toda minha vida, seja ela longa ou curta, será dedicada ao seu serviço e ao serviço da nossa grande família imperial, à qual todos nós pertencemos.

Elizabeth teve mais dois filhos – Andrew e Edward – no começo da década de 60. Ela trabalhou muito para proteger a imagem da monarquia e preparar seu futuro. Em 1969, ela oficialmente fez o Príncipe Charles seu sucessor, garantindo a ele o título de Príncipe de Gales. Aproximadamente, 200 milhões de pessoas assistiram à cerimônia pela televisão.

Para continuar seguindo as regras da família Windsor, Elizabeth pressionou Charles a casar. Em 1981, ele finalmente se casou com Diana Spencer, que tinha 19 anos. O casamento juntou multidões nas ruas de Londres e outros milhões assistiram ao evento pela televisão.

No ano seguinte, seu filho Andrew serviu como piloto de helicóptero da Marinha Real durante a guerra com a Argentina nas Ilhas Falklands. Enquanto 250 soldados morreram no conflito, o Príncipe Andrew retornou seguro para casa.


Ameaças e escândalos

Como rainha, Elizabeth viu a monarquia ser atacada, inclusive com ameças de morte à sua família. Em 1979, ela sofreu a perda de Lord Mountbatten, o tio de seu marido, em um atentado terrorista. Ele estava a bordo de seu barco no litoral da Irlanda, quando a embarcação explodiu. Ele e mais três pessoas, incluindo um neto, morreram. O IRA (Irish Republican Army) responsabilizou-se pelo ataque.

Em junho de 1981, Elizabeth foi ameaçada durante um desfile militar, quando um homem apontou uma arma para ela. Por sorte, não estava carregada. No ano seguinte, um homem invadiu o Palácio de Buckingham e confrontou a rainha em sua cama. Quando a imprensa soube do ataque e que o Príncipe Philip não estava presente no momento do incidente, começou uma especulação sobre o estado do casamento real.

A vida amorosa dos filhos causou também muita dor de cabeça para a rainha. O casamento tumultuado do Príncipe Charles com a Princesa Diana foi se arrastando até que em 1992 eles anunciaram planos de divórcio. A união de Andrew com Sarah Ferguson terminou nos tabloides também, com fotos de Sarah com outro homem nas manchetes. Seu próprio marido também teve suas manchetes, com possíveis infidelidades.

Em 1997, a Princesa Diana morreu em um acidente de carro em Paris, em 31 de agosto. A rainha estava em Balmoral, com o Príncipe Charles e seus dois filhos, Príncipe William e Príncipe Harry. Durante dias, ela permaneceu em silêncio, enquanto o país estava em luto por Diana. Ela foi severamente criticada por isso e muitos especulavam que a rainha não queria dar um funeral real para Diana. Quase uma semana após a morte de Diana, Elizabeth se pronunciou.


Anos atuais

Após o início do século XXI, Elizabeth experimentou duas grandes perdas. Ela disse adeus para sua irmã Margaret e sua mãe em 2002. Margaret morreu após um derrame e a Rainha Mãe morreu naturalmente, aos 101 anos.

Conhecida por sua rigidez para cerimônias e tradições, Elizabeth dá sinais de estar mais aberta. Ela, inclusive, deu uma recepção em homenagem ao Príncipe Charles e Camilla Parker Bowles quando se casaram, no Castelo de Windsor.

Elizabeth também é muito devota a seus netos, Príncipe William e Príncipe Harry. Príncipe William disse que ela ofereceu apoio incondicional quando ele e Catherine Middleton resolveram se casar, em 2011. No mesmo ano, ela mostrou que a coroa ainda possuía poder simbólico e diplomático, quando foi a primeira monarca a visitar a República da Irlanda após sua independência na década de 1920.


Monarquia moderna

Ela também modernizou a monarquia, abandonando algumas formalidades e tornando locais e tesouros acessíveis ao público. Como a Grã-Bretanha passou por uma crise econômica recentemente, ela aboliu a lista Civil, um sistema de fundos públicos para a monarquia, que tinha 250 anos. A família real continua recebendo apoio do governo, mas a rainha eliminou muitos gastos.

Alguns dos deveres de Elizabeth foram repassados para o Príncipe Charles, mas ela permanece no poder, com cerca de 430 compromissos durante o ano e o apoio a mais de 600 programas e organizações de caridade.

Aos 80 anos, ela celebrou o Jubileu de Diamantes, em 2013, ou seja, 60 anos como rainha. Se ela se mantiver com a coroa até 9 de setembro de 2015, ela irá ultrapassar a marca de 63 anos da Rainha Victoria como a monarca no poder há mais tempo.

Em 2013, Elizabeth celebrou outro grande evento. Seu neto William e sua esposa, Kate Middleton, a Duquesa de Cambridge, tiveram seu primeiro filho, George Alexander Louis – conhecido oficialmente como Sua Alteza Real Príncipe George de Cambridge – em 22 de julho de 2013. Em 2 de maio de 2015, ambos tiveram uma filha, Charlotte Elizabeth Diana.


Vida pessoal

Elizabeth passa seu tempo livre em passatempos relaxantes, como ler livros de mistério, fazer palavras cruzadas ou mesmo assistir lutas na televisão. Ela adora cachorros e cavalos.

 


Imagem: NASA/Bill Ingalls [Domínio público], via Wikimedia Commons