Todos os horários
VERÃO DA LATA

Lobão

João Luiz Woerdenbag Filho, mais conhecido como Lobão, é um músico, compositor, escritor, editor, apresentador e figura bastante polêmica da cena musical brasileira. Durante as eleições presidenciais de 2014 causou furor nas redes sociais por seu posicionamento político e declarações de que deixaria o país. Autor de várias músicas de sucesso, como "Me Chama" e “Vida Louca”, ele tem suas origens de palcos musicais alternativos e marginais.

Nascido em 11 de outubro de 1957, no Rio de Janeiro, Lobão teve uma relação complicada com os seus pais. Foi expulso de casa aos 19 anos e ficou muito tempo sem contato com o seu pai. Quando finalmente reataram, o pai de Lobão cometeu suicídio por envenenamento. Mais tarde, sua mãe também cometeu suicídio.

Nos anos 80, juntamente com Evandro Mesquita, Fernanda Abreu e outros, fundou a banda Blitz, mas deixou o grupo por conta de divergências antes mesmo do sucesso comercial do conjunto. Em 1982, Lobão lançou seu primeiro álbum solo, Cena de Cinema. Depois, formou a banda "Lobão e os Ronaldos", que conquistou o sucesso com "Me Chama". A banda acabou logo depois. Em seguida, foi a vez do single "Decadence Avec Elegance" (1985) e o álbum O Rock Errou (1986).

Quando já era um músico conhecido, Lobão passou três meses preso por porte de drogas. Depois que deixou a cadeia, lançou o trabalho Vida Bandida, que o trouxe de volta aos holofotes.

Por conta de suas atitudes polêmicas e rompimentos com gravadoras, em 1999, lançou A Vida é Doce de uma maneira inédita para a época: com distribuição pela Internet, bancas e lojas. Dois anos depois, foi a vez do trabalho 2001: Uma Odisséia no Universo Paralelo. Na luta por dar voz aos músicos alternativos, lançou a revista Outracoisa. Em 2005, gravou o o disco de estúdio, Canções Dentro da Noite Escura. Dois anos depois, veio o Acústico MTV, premiado com o prêmio Grammy Latino como melhor disco de rock.

Em 2010, voltou ao centro das atenções com o lançamento da sua biografia 50 Anos a Mil. Quando celebrou 30 anos de carreira solo, gravou, em outubro de 2011, um DVD em São Paulo, no Citibank Hall. Em 2013 lançou mais um livro: Manifesto do Nada na Terra do Nunca.