Todos os horários
Che Guevara

Che Guevara

Nascido em Rosário, na Argentina, em 14 de junho de 1928, Ernesto R. Guevara de la Serna estudou medicina antes de viajar pela América do Sul, quando observou as condições de vida que despertaram suas crenças marxistas. Ele foi um dos protagonistas da Revolução Cubana, ao lado de Fidel Castro. Guevara depois se envolveu uma guerrilha na Bolívia, onde foi assassinado. Ele é reverenciado por muitos como um herói.

O líder revolucionário Ernesto Guevara de la Serna, mais conhecido como Che Guevara, nasceu em 14 de junho de 1928, em Rosário, na Argentina. Após concluir seus estudos de medicina na Universidade de Buenos Aires, tornou-se politicamente ativo em sua terra nativa e, depois, em outros países latino-americanos como Bolívia e Guatemala.


Fidel Castro

O nosso sacrifício é consciente. É a quota a pagar pela liberdade que construímos.

Em 1954, conheceu o revolucionário cubano Fidel Castro e seu irmão Raul, no México. Guevara, então, entrou para o grupo de Fidel, que derrubou o governo de Batista em Cuba. Ele atuou como conselheiro militar de Fidel e liderou tropas guerrilheiras contra o exército de Batista. Quando Fidel tomou o poder, em 1959, Guevara ficou encarregado da prisão de La Cabaña. Estima-se que de 156 a 550 pessoas tenham sido executadas por ordens extrajudiciais suas nesse período. Ele também foi presidente do Banco Nacional de Cuba e ajudou a mudar as relações comerciais do país com os EUA e a URSS. Três anos depois, foi indicado como ministro da indústria. 

Guevara deixou o seu cargo em 1965 para levar os ideais da revolução cubana a outras partes do mundo. Em 1966, ele começou a incitar a população da Bolívia a se rebelar contra o seu governo, mas não teve muito sucesso. Com apenas um pequeno número de guerrilheiros para apoiá-lo, Che Guevara foi capturado e morto em La Higuera, pelo exército boliviano, em 9 de outubro de 1967.


Figura lendária

O verdadeiro revolucionário é movido por sentimentos de amor.

Desde sua morte, Guevara tem sido uma figura política lendária. Seu nome é geralmente sinônimo de rebelião, revolução e socialismo. Outros, no entanto, ainda lembram que ele podia ser implacável, ordenando a execução de prisioneiros sem julgamento, em Cuba. Sua vida continua a ser tema de grande interesse público e foi explorada em vários filmes e livros, como “Diários de Motocicleta” (2004), do brasileiro Walter Salles, com Gael García Bernal como protagonista, e “Che” (2008), dividido em duas partes, do americano Steven Soderbergh e estrelando Benicio del Toro.

 


Imagem: Museo Che Guevara [Domínio público], via Wikimedia Commons