Todos os horários
VAMPIROS

Bram Stoker

O escritor irlandês Bram Stoker é mais conhecido por ser o autor do livro de terror “Drácula” (1897).

Nascido em Dublin, Irlanda, em 8 de novembro de 1847, Bram Stoker publicou seu primeiro trabalho literário, “The Duties of Clerks of Petty Sessions in Ireland,” um livro de bolso sobre administração legal, em 1879. Mais tarde, ele se tornaria um escritor de ficção, e escreveria sua obra-prima “Drácula” em 1897. Considerada uma obra de terror clássica algum tempo depois de seu lançamento, “Drácula” continua a angariar elogios após mais de um século, inspirando a criação de centenas de filmes e adaptações para o teatro e literatura. Além de “Drácula”, Stoker publicou mais de uma dúzia de romances antes de morrer em 1912.

 

Primeiros anos

Bram Stoker nasceu Abraham Stoker, em Dublin, Irlanda, sendo um dos sete filhos de Abraham Stoker e Charlotte Matilda Blake Thornley Stoker.
Em 1864, Stoker se matriculou na Universidade de Dublin – fundada pela Rainha Elizabeth I em  1952 -, onde recebeu um diploma de matemática. Não muito tempo depois, ele foi contratado como um funcionário do Castelo de Dublin, a casa da realeza britânica na Irlanda no começo do século XIX até idos de 1920.
No castelo, Stoker começou a escrever voluntariamente, durante a noite, para um jornal chamado “Dublin Evening Mail”, realizando críticas de produções teatrais.

 

Lyceum Theatre

Após dez anos de trabalho, Stoker deixou o cargo no castelo e foi apresentado ao famoso escritor inglês Sir Henry Irving, após uma crítica a uma peça da qual Irving fazia parte. Os dois se tornaram grandes amigos e na década de 1870, Irving ofereceu a Stoker uma posição de gerência na sua casa de produções, na Inglaterra, o ainda famoso Lyceum Theatre, em Londres.

 

Livros de Bram Stoker

Inspirado pelo Lyceum e pelas viagens que fazia a trabalho, Stoker publicou sua primeira história de terror,” The Primrose Path”. Ele continuou a publicar escritos, incluindo “Under the Sunset” (1882) e o romance “The Snake's Pass “(1890), com modesta fama. Ele era mais aclamado pela sua dedicação à arte em geral.
Em 1897, Stoker publicou sua obra-prima “Drácula”. O livro ganhou sucesso instantâneo e é ainda aclamado após mais de um século, sendo utilizado em adaptações no cinema, no teatro e na literatura. Entre as mais famosas adaptações, está a do filme “Drácula” de 1931, com o ator Bela Lugosi, e “Nosferatu”, de 1922, de F.W. Murnau, com Max Schreck.

Stoker continuou escrevendo, e entre suas obras estão Miss Betty (1898), “The Mystery of the Sea” (1902), “The Jewel of Seven Stars” (1904) e “The Lair of the White Worm” (1911).

 

Últimos anos

Stoker gerenciou o Lyceum por quase 30 anos, até a morte de Irving, em 1905. Sete anos depois, em 20 de abril de 1912, Stoker morreu em Londres.

 


Imagem: fotógrafo desconhecido [Domínio público], via Wikimedia Commons